A produção da indústria automobilística em agosto cresceu pelo segundo mês consecutivo, de acordo com dados divulgados na quinta-feira, 4, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Anfavea.
 
Os 265,9 mil autoveículos fabricados em agosto apontam alta de 5,3% sobre as 252,6 mil de julho deste ano. No comparativo com o mesmo período do ano passado, quando foram fabricados 342,8 mil produtos, a indústria automobilística apresentou queda de 22,4%. No acumulado do ano a retração foi de 18%: 2,08 milhões em 2014 contra 2,54 milhões em 2013.
 
Na soma dos oito meses já transcorridos neste ano, o licenciamento mostrou decréscimo de 9,7% quando confrontadas as 2,23 milhões de unidades deste ano com as 2,47 milhões de 2013. As vendas em agosto deste ano, com 272,5 mil unidades, recuaram 7,6% quando comparadas com julho, que registrou 294,8 mil unidades. Já na análise com agosto de 2013 o emplacamento encolheu 17,2% – foram 329,1 mil naquele período.
 
Para Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, o resultado de agosto foi menor que a expectativa, pois o mercado reagiu mais em razão de questões políticas do que com a atividade econômica:
 
“Os recentes acontecimentos e discussões no âmbito político geraram um ambiente conturbado, com impactos na confiança dos empresários e dos consumidores e, consequentemente, na redução do fluxo nas concessionárias. Além disso, as medidas de aumento da liquidez no mercado começaram a surtir efeito apenas na última semana”.
 
As exportações de autoveículos fecharam agosto com 31,7 mil unidades, baixa de 7,5% frente as 34,2 mil de julho e de 50,6% em relação a agosto do ano passado. No acumulado do ano, 235,4 mil produtos saíram do País, o que significa retração de 38,1% contra as 380,5 mil de 2013.
 
Caminhões e ônibus
 
O licenciamento de caminhões em agosto ficou 12,8% inferior no comparativo com julho – 10,8 mil unidades e 12,4 mil, respectivamente – e 18,3% menor do que agosto do ano passado, quando foram comercializados 13,2 mil produtos. O acumulado do ano aponta recuo de 14,2%: foram 87,8 mil este ano e 102,4 mil em 2013.
 
A produção neste segmento retraiu 22,7% no acumulado do ano, com 100,3 mil unidades em 2014 ante 129,7 mil do ano anterior. Apenas em agosto quase 12 mil unidades deixaram as linhas de montagem, queda de 2,9% frente as 12,3 mil de julho e de 35% com relação as 18,4 mil de agosto de 2013.
 
Já as exportações em agosto, com 1,5 mil caminhões, aumentou 19,6% frente as 1,2 mil de julho e baixa de 49,6% contra as 3 mil do oitavo mês de 2013. De janeiro a agosto as exportações estão 26,3% inferiores: foram 12,1 mil em 2014 e 16,4 mil em 2013.
 
O segmento de ônibus apresentou estabilidade no licenciamento ao se comparar agosto contra julho, ambos com 2,2 mil unidades. Na análise com agosto de 2013 as vendas diminuíram 24,3%, quando foram negociados 2,9 mil ônibus. O volume licenciado nos oito meses de 2014, de 17,8 mil unidades, mostrou baixa de 16,5% em relação as 21,3 mil do ano passado.
 
A fabricação de chassis de ônibus cresceu 44,7% no comparativo de agosto com julho deste ano – 4,1 mil unidades e 2,8 mil. Na análise com agosto do ano passado, quando 3,3 mil unidades foram fabricadas, a alta é de 25,4%. No acumulado do ano, o setor produziu 26,2 mil ônibus, 8,4% abaixo das 28,6 mil do ano passado.
 
Até agosto a indústria de autoveículos exportou 4,5 mil ônibus, o que significa redução de 23,8% em comparação com as 5,9 mil do ano passado.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 

 
A produção da indústria automobilística em agosto cresceu pelo segundo mês consecutivo, de acordo com dados divulgados na quinta-feira, 4, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Anfavea.
 
Os 265,9 mil autoveículos fabricados em agosto apontam alta de 5,3% sobre as 252,6 mil de julho deste ano. No comparativo com o mesmo período do ano passado, quando foram fabricados 342,8 mil produtos, a indústria automobilística apresentou queda de 22,4%. No acumulado do ano a retração foi de 18%: 2,08 milhões em 2014 contra 2,54 milhões em 2013.
 
Na soma dos oito meses já transcorridos neste ano, o licenciamento mostrou decréscimo de 9,7% quando confrontadas as 2,23 milhões de unidades deste ano com as 2,47 milhões de 2013. As vendas em agosto deste ano, com 272,5 mil unidades, recuaram 7,6% quando comparadas com julho, que registrou 294,8 mil unidades. Já na análise com agosto de 2013 o emplacamento encolheu 17,2% – foram 329,1 mil naquele período.
 
Para Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, o resultado de agosto foi menor que a expectativa, pois o mercado reagiu mais em razão de questões políticas do que com a atividade econômica:
 
“Os recentes acontecimentos e discussões no âmbito político geraram um ambiente conturbado, com impactos na confiança dos empresários e dos consumidores e, consequentemente, na redução do fluxo nas concessionárias. Além disso, as medidas de aumento da liquidez no mercado começaram a surtir efeito apenas na última semana”.
 
As exportações de autoveículos fecharam agosto com 31,7 mil unidades, baixa de 7,5% frente as 34,2 mil de julho e de 50,6% em relação a agosto do ano passado. No acumulado do ano, 235,4 mil produtos saíram do País, o que significa retração de 38,1% contra as 380,5 mil de 2013.
 
Caminhões e ônibus
 
O licenciamento de caminhões em agosto ficou 12,8% inferior no comparativo com julho – 10,8 mil unidades e 12,4 mil, respectivamente – e 18,3% menor do que agosto do ano passado, quando foram comercializados 13,2 mil produtos. O acumulado do ano aponta recuo de 14,2%: foram 87,8 mil este ano e 102,4 mil em 2013.
 
A produção neste segmento retraiu 22,7% no acumulado do ano, com 100,3 mil unidades em 2014 ante 129,7 mil do ano anterior. Apenas em agosto quase 12 mil unidades deixaram as linhas de montagem, queda de 2,9% frente as 12,3 mil de julho e de 35% com relação as 18,4 mil de agosto de 2013.
 
Já as exportações em agosto, com 1,5 mil caminhões, aumentou 19,6% frente as 1,2 mil de julho e baixa de 49,6% contra as 3 mil do oitavo mês de 2013. De janeiro a agosto as exportações estão 26,3% inferiores: foram 12,1 mil em 2014 e 16,4 mil em 2013.
 
O segmento de ônibus apresentou estabilidade no licenciamento ao se comparar agosto contra julho, ambos com 2,2 mil unidades. Na análise com agosto de 2013 as vendas diminuíram 24,3%, quando foram negociados 2,9 mil ônibus. O volume licenciado nos oito meses de 2014, de 17,8 mil unidades, mostrou baixa de 16,5% em relação as 21,3 mil do ano passado.
 
A fabricação de chassis de ônibus cresceu 44,7% no comparativo de agosto com julho deste ano – 4,1 mil unidades e 2,8 mil. Na análise com agosto do ano passado, quando 3,3 mil unidades foram fabricadas, a alta é de 25,4%. No acumulado do ano, o setor produziu 26,2 mil ônibus, 8,4% abaixo das 28,6 mil do ano passado.
 
Até agosto a indústria de autoveículos exportou 4,5 mil ônibus, o que significa redução de 23,8% em comparação com as 5,9 mil do ano passado.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz exporta 50 caminhões Accelo para transporte de bebidas no Peru

Escolha pelos caminhões Accelo 815 produzidos no Brasil deve-se a fatores como tecnologia …