Ar-condicionado, direção hidráulica e trio elétrico não são mais diferenciais na hora de vender o carro usado. O Índice WebMotors revela que opcionais de conforto aparecem em mais da metade dos veículos oferecidos no site, o que indica mudanças no perfil do chamado carro básico, ou de entrada. O ar-condicionado é o que melhor exemplifica essa evolução do mercado.
O volume de veículos equipados com itens do trio elétrico é ainda maior. Trava elétrica representa 82% do total de anúncios, com aumento registrado de seis p.p. Na sequência aparecem o vidro elétrico, com 79%, e o alarme com 66% registrando taxas de crescimento de seis e 10 p.p, respectivamente.
Direção hidráulica também não é mais artigo de luxo. Ao contrário, em muitos dos compactos este componente já vem de série, e representa 79% dos modelos anunciados, ainda segundo o Índice WebMotors, há quatro anos eles representavam 73% do estoque, alta de seis p.p.
“É fato que a indústria automotiva evoluiu e vem dando resposta rápida a consumidores cada vez mais exigentes. No entanto, é a primeira vez que uma base de dados confiáveis comprova esta realidade por meio de números”, afirma Rafael Constantinou, gerente de Marketing do portal. “Em outras palavras, o carro de luxo da década de 1990 se tornou o basicão de hoje, oferecendo componentes indispensáveis na visão da maioria dos consumidores”, completa.
Em menor quantidade, porém em ritmo acelerado, componentes eletrônicos como DVD Player, sensores de chuva e de estacionamento também estão ganhando espaço. O melhor exemplo é o GPS integrado, que registrou o maior crescimento na base de dados do WebMotors. Em 2011, apenas 0,1% dos veículos anunciados possuía este opcional que, hoje, chega a 7,6%, avanço de sete p.p. Os automóveis com DVDPlayer anunciados há quatro anos obtiveram crescimento de oito p.p, somente 0,2% apresentava este recurso, agora são 7,7%.

Obsoletos
Na contramão das tecnologias que ganharam força nos últimos anos, itens como toca-fitas e disqueteira estão desaparecendo e aparecem com apenas 2% e 3% dos anúncios, respectivamente. Em 2011 a quantidade de carros com estes itens era de 4% e 5% dos anúncios. Carros com ar quente também apresentaram queda de sete p.p, passado de 62% para 55% do estoque.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

FCA é a primeira montadora a implementar a nova Alexa Custom Assistant

A Alexa Custom Assistant torna rápido e fácil criar experiências de voz inteligentes em pr…