Entre importados e produção nacional, associadas à entidade registraram redução de 12,7%

As quinze marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, com licenciamento de 59.067 unidades, das quais 27.421 importadas e 31.646 veículos de produção nacional, anotaram em 2020 queda de 12,7% ante igual período de 2019, quando foram comercializadas 67.686 unidades.

Na importação, as 27.421 unidades vendidas significaram redução de 20,7% ante as 34.596 unidades do acumulado de 2019; enquanto na produção nacional – com 31.646 unidades – a queda foi de apenas 4,4% ante as 33.090 unidades de 2019. Pela primeira vez, a produção nacional das associadas à Abeifa superou a totalização de veículos importados, que tiveram impacto negativo e direto da taxa cambial, cuja cotação do dólar partiu de, na média mensal, R$ 4,15 em janeiro para R$ 5,14 em dezembro de 2020, alta de 23,8%.

Outros números – No comparativo mensal, dezembro de 2020 registrou queda de 28,3% em relação a igual período de 2019. Foram comercializadas 2.422 unidades contra 3.379 licenciamentos em dezembro do ano anterior. O desempenho de vendas no mês de dezembro também significou queda de 4%, comparado ao mês imediatamente anterior. Foram 2.422 unidades contra 2.524 unidades em novembro último.

Entre as associadas à Abeifa, que também têm produção nacional, BMW, CAOA Chery, Land Rover e Suzuki, ao considerar somente o mês de dezembro último, foram emplacadas 4.440 unidades, 27,9% mais ante novembro de 2020 e 23,9% superior a dezembro de 2019.

Para 2021, de acordo com João Henrique Oliveira a Abeifa estima emplacar, entre importados e produção nacional, 68 mil unidades, crescimento de 15% sobre os dados de emplacamentos de 2020. “Em princípio, nossa primeira projeção pode parecer otimista demais, diante das estimativas já anunciadas pela indústria e pelo setor de distribuição, também na casa de 15%. Em nosso caso, porém, o porcentual de crescimento se justifica por conta da demanda reprimida de 2020, ano em que o dólar flutuou, na média, em patamares superiores a R$ 5,00”, argumenta Oliveira.

Participações – Em dezembro último, com 6.862 unidades licenciadas (importados + produção nacional), a participação das associadas à Abeifa foi de 2,95% do mercado total de autos e comerciais leves (232.814 unidades). No acumulado, o market share foi de 3,03% (59.067 unidades, do total de 1.951.042 unidades).

Vale ressaltar que, no acumulado de 2020, o total de 27.421 unidades importadas representou apenas 1,4% do mercado interno de 1.951.042 automóveis e comerciais leves. Se considerado o total de veículos importados, ou seja, aqueles trazidos também pelas montadoras, as associadas à Abeifa responderam, em dezembro, por 11,89% (2.422 unidades, do total de 20.364 unidades importadas) e, no acumulado, 13,44% (27.421 unidades, do total de 203.989 veículos importados).

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Suzuki Jimny vem com novidades na linha 2022

Disponível em quatro versões, SUV traz atualizações estéticas e mantém o mesmo DNA 4×…