O A3 Sedan, modelo mais vendido pela Audi no mercado brasileiro, começa a ser comercializado no país, a partir desta segunda quinzena de novembro. Com o início da fabricação nacional, em São José dos Pinhais, no Paraná, o modelo teve suas versões atualizadas e traz agora uma maior gama de equipamentos de série, mais opcionais e duas novas opções de motorização.
 
O início da fabricação do A3 Sedan no país é um importante marco para a Audi. A entusiástica aceitação do veículo no Brasil contribui de forma decisiva para que a marca atingisse esse patamar. Desde seu lançamento no país, o modelo já vendeu 7.877 unidades (5.089 da versão 1.4 e 2.788 da 1.8).
 
A marca conta hoje com 43 concessionárias, distribuídas por todas as regiões do país, uma rede que continua em constante expansão. A Audi possui também duas importantes instalações para dar suporte à área de pós-vendas: o Centro de Treinamento e Competência Tecnológica, em São Paulo, para atender aos revendedores, e o Centro de Distribuição de Peças, na cidade de Jundiaí. O plano estratégico da Audi para o mercado brasileiro estabelece objetivos claros e definidos para médio e longo prazo e inclui a fabricação de outros modelos.
 
 
A adoção de novos motores e um significativo aumento no desempenho marcam o lançamento do A3 Sedan nacional. As versões Attraction e Ambiente passam a contar com o motor 1.4 Turbo FSI Flex produzido no Brasil, com injeção direta de combustível, 150 cv de potência e 250 Nm de torque. A topo de linha Ambition, equipada com motor 2.0 TFSI, completará a linha posteriormente.
 
Com ganho de 28 cv em relação ao anteriormente importado, o motor turbo flex de 1,4 litro com injeção direta de combustível na câmara de combustão tem seu desempenho potencializado pelo câmbio automático Tiptronic de seis velocidades, que oferece a possibilidade de trocas de marchas de forma manual por meio da alavanca seletora ou pelas aletas (shift paddles) posicionadas atrás do volante.  Esse conjunto mecânico de alta eficiência leva o A3 Sedan da imobilidade aos 100 km/h em 8,8 segundos.
 
Com o novo motor bicombustível, o A3 Sedan continuará sendo oferecido nas versões Attraction e Ambiente, mas traz maior variedade de itens de série e oferta de opcionais. Todas elas se caracterizam pelo conforto e segurança, incluindo, entre outros itens, um total de sete airbags para proteção dos ocupantes – frontais e laterais na dianteira, airbags de cortina para as janelas laterais dianteiras e traseiras e airbag para proteção dos joelhos do motorista. Outro item de segurança ativa, presente em todas as versões, é o ESP, controle eletrônico de estabilidade.
 
 
A versão de entrada, a Attraction, traz de série câmbio automático, ar-condicionado, direção eletromecânica, faróis bi-xenônio com ajuste automático de altura e lavadores, lanternas de LEDs, sensor de estacionamento traseiro, bancos dianteiros com ajuste de altura, volante de quatro raios e alavanca de câmbio revestidos de couro e vidros laterais e traseiro com isolamento térmico. O comprador pode optar entre as cores cinza e preto para o acabamento interno.
 
A Attraction conta também com sistema start-stop para desligamento e partida do motor quando o carro é imobilizado, como nos semáforos e congestionamentos – um equipamento que pode proporcionar um aumento na economia de combustível que pode chegar a 10%, sobretudo nas grandes cidades. O equipamento inclui o rádio MMI com alto-falantes, computador de bordo e conexão Bluetooth para telefone móvel. O freio de estacionamento tem acionamento eletromecânico e as rodas são de alumínio, com 16 polegadas de diâmetro.
 
A versão intermediária Ambiente soma aos itens de série do modelo Attraction os sensores de luz e chuva e o volante multifuncional, também com acabamento de couro, com comandos para trocas de marchas (shift paddles). O para-brisa traz uma faixa superior cinza para reduzir a incidência dos raios solares. As rodas de alumínio, com cinco raios, têm 17 polegadas de diâmetro.
 
 
Um dos diferenciais do A3 Sedan Ambiente é a oferta de opcionais, consideravelmente mais ampla do que a da versão importada. Entre os principais equipamentos está o rádio MMI plus com sistema de navegação. O Pacote Design inclui bancos de couro sintético, diversos porta-objetos e teto solar panorâmico “Open Sky”, enquanto o pacote Assistance traz controle de velocidade de cruzeiro e sensores de estacionamento dianteiro e traseiro com câmera de ré.
 
Uma variedade ainda maior de sistemas de assistência está incluída no Pacote Assistance Plus: o Active Lane Assist (assistente para mudança de faixa de rolamento), assistente para luz alta, sistema Auto Park de estacionamento automático com câmera de ré, controle de velocidade de cruzeiro adaptativo com Pre Sense Front, computador de bordo com tela colorida e sistema Keyless Go, que permite destravar o carro e ligar o motor sem necessidade de utilizar a chave fisicamente.
Um motor para o Brasil: 1.4 Turbo FSI Flex
 
Um motor exclusivo para um mercado muito especial: o Brasil é o único país do mundo onde a tecnologia dos motores multicombustíveis é dominante e, por isso, o motor 1.4 que equipa as versões Attraction e Ambiente foi adaptado com exclusividade para o nosso país.
 
O trabalho foi realizado por engenheiros e técnicos brasileiros e alemães e envolveu simulações digitais e testes de bancada para as mais variadas condições de combinação de etanol e gasolina, em diversas situações climáticas – de temperaturas negativas até as encontradas em regiões extremamente quentes, com níveis de umidade também variáveis. Os motores também foram avaliados na prática, em testes de rodagem em pistas, ruas e estradas, sempre seguidos pela análise individual de todos os seus componentes.
 
 
Devido às propriedades químicas do etanol, a transformação exigiu modificações em todos os componentes que têm contato direto com o combustível, desde a bomba até a galeria e os bicos da injeção direta. Ao mesmo tempo, foi refeita toda a calibração do sistema de gerenciamento eletrônico do motor, que coordena a injeção direta de combustível e a ignição.
 
Com a calibração adotada, o 1.4 Turbo FSI Flex que equipa o A3 Sedan passou a oferecer maior potência, de 150 cv, e torque máximo de 250 Nm disponível a apenas 1.500 rpm, otimizando o desempenho nas condições de uso mais frequentes, ou seja, no trânsito urbano, em velocidades moderadas. Um detalhe importante é que os valores de desempenho do motor são idênticos tanto com etanol puro como com gasolina.
 
Uma vantagem da injeção direta de combustível é que o 1.4 Turbo FSI do A3 Sedan não exigiu a adoção de nenhum sistema auxiliar para partida a frio com etanol, nem mesmo para pré-aquecimento do combustível. A altíssima pressão de entrada do etanol na câmara de combustão e a possibilidade de dosar eletronicamente a mistura ar-combustível garante uma partida sem dificuldades mesmo nos dias mais frios.
 
Com o novo conjunto mecânico, as versões do A3 Sedan equipadas com motor 1.4 TFSI Flex obtiveram uma melhora importante no desempenho: a aceleração de 0 a 100 km/h acontece agora em 8,8 segundos – meio segundo mais rápido do que nos modelos anteriores. A velocidade máxima passou a ser de 215 km/h.
 
Na adaptação do motor para o mercado brasileiro, a preocupação com a eficiência no consumo e com a compatibilidade ambiental não ficou em segundo plano. O A3 Sedan 1,4 litro é um dos carros mais eficientes do país e foi classificado pelo Inmetro na categoria A. O consumo no ciclo urbano, segundo a norma 7024 – que leva em conta fatores como o peso do veículo e o coeficiente aerodinâmico –, é de 11,7 km/l com gasolina e 7,8 km/l com etanol e, na estrada, atinge 14,3 km/l e 9,9 km/l, respectivamente.
 
PREÇOS:
A3 Sedan 1.4 TFSI Flex versão Attractive: R$ 99.990
A3 Sedan 1.4 TFSI Flex versão Ambiente: R$ 109.990
 
Pacotes de opcionais:
 
MMI Plus: R$ 13 mil
Design: R$ 13 mil
Assistance: R$ 10 mil
Assistance Plus: 18 mil
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Floresta Mercedes-Benz reforça o compromisso da marca com um mundo mais sustentável

Mais de 13 mil árvores nativas serão plantadas em parceria com a Fundação SOS Mata Atlânti…