\"\"

 
A Audi atinge nesta sexta-feira (11) a produção de seis milhões de unidades equipadas com tração integral quattro. O carro que assinala esta marca sai da linha de montagem da fábrica de Ingolstadt, um ano e meio após o número de modelos com a tração quattro ter superado cinco milhões de unidades. Será um Audi SQ5 3.0 TDI quattro cinza metálico, destinado a uma família nos Estados Unidos. 
 
O novo recorde de produção representa o sucesso global da tecnologia Audi quattro. Desde o lançamento do primeiro Audi com tração permanente nas quatro rodas, em 1980, essa tecnologia conquistou as estradas do mundo. Com aproximadamente 170 versões quattro, a Audi oferece a maior seleção de veículos com tração nas quatro rodas entre as fabricantes de veículos premium.
 
Em 2013, a Audi produziu um total de 710.095 automóveis com tração quattro. Nas duas fábricas da marca na Alemanha, em Ingolstadt e Neckarsulm, um total de aproximadamente dois mil carros com tração integral sai das linhas de montagem a cada dia. A tração integral conquistou clientes em todo o mundo: 44% dos compradores da marca Audi escolheram modelos quattro em 2013. Nenhum outro fabricante de carros premium vende mais carros com tração integral. O modelo quattro mais vendido foi o Audi Q5, seguido pelo Audi A4. A demanda por modelos da Audi com tração integral é especialmente forte nos Estados Unidos, Canadá, Rússia e Oriente Médio. Os modelos da Audi com tração quattro também tem grande procura na Alemanha: no primeiro semestre deste ano, a empresa produziu aproximadamente 61.150 unidades de modelos da Audi com tração quattro para o mercado alemão.
 
Com cerca de 170 versões quattro – com diferentes carrocerias, motores e transmissões – a Audi oferece a maior variedade de carros com tração integral entre todas as fabricantes de veículos premium.  A tecnologia quattro está disponível em toda a linha de modelos da marca. Os modelos Audi Q7, Audi R8, Audi A4 allroad, Audi A6 allroad e todos os modelos S e RS são fabricados apenas com tração quattro.
 
Em 1980, a marca apresentou a tração quattro pela primeira vez no Salão de Genebra, na Suíça, com o legendário Audi quattro original. Esse modelo, criado para ser produzido em pequena série, acabou sendo fabricado até 1991. Desde então, a Audi tem desenvolvido constantemente o sistema quattro.
 
A reputação internacional dessa tecnologia foi alimentada tanto por campanhas publicitárias como por conquistas no automobilismo esportivo: o anúncio de televisão em que um Audi 100 CS sobe uma pista de salto de esqui em Kaipola, na Finlândia, tornou-se uma peça cult, reproduzida por quase 30 anos.  
 
A conquista do piloto Walter Röhrl, em 1987, também é inesquecível.  Ele estabeleceu um novo recorde com o Audi Sport quattro S1 na famosa corrida de montanha de Pikes Peak, no estado americano do Colorado.  Sua relação de vitórias nas pistas inclui quatro primeiros lugares no Campeonato Mundial de Rally, três primeiros lugares em Pikes Peak, os títulos de pilotos e de marcas no campeonato TransAm (EUA), dois títulos no DTM (campeonato alemão de carros de turismo), dez títulos no National Super Touring Car Championship e um na Touring Car World Cup.  
 
Após a tração integral ter sido excluída dos campeonatos de carros de turismo de série, em 1998, os carros com esta tecnologia só voltaram a competir em 2012. Com o Audi R18 e-tron quattro com tecnologia híbrida, a equipe Audi conquistou uma dupla vitória, que se repetiu nos anos seguintes, 2013 e 2014. No Campeonato Mundial de Endurance da FIA, a Audi levantou os títulos de pilotos e de marcas com o carro-esporte híbrido nos anos de 2012 e 2013.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz inaugura a primeira fábrica 4.0 de chassis de ônibus do Brasil

Com investimento de mais de R$ 100 milhões, nova linha de produção de chassis de ônibus é …