Cerca de 153.900 entregas em todo o mundo, um aumento de 10,9% no mês.

A Audi bateu neste mês os resultados de agosto de 2017 com crescimento de 10,9%, com cerca e 153.900 automóveis premium vendidos. Entre as principais regiões, o número de entregas aumentou com mais força na Europa (+21,5%). As vendas de modelos em estoque como parte da troca para o ciclo WLTP de emissões e consumo e renovações de linhas de modelos continuaram a apresentar um efeito positivo nos números. América do Norte (+5,1%) e China (+6%) também cresceram no mês passado. A marca entregou mais de 1.268.550 automóveis a clientes (+5,5%) desde janeiro.

“O novo aumento nas entregas ressalta o atrativo da Audi. Ao mesmo tempo, continuamos focados nas dificuldades dos próximos meses com a troca para o ciclo WLTP e as renovações das linhas”, diz Bram Schot, CEO interino e membro do conselho para Vendas e Marketing da AudiI AG. “Além disso, estamos entrando em uma nova era com o nosso primeiro carro inteiramente elétrico, o Audi e-tron.” O modelo fará sua estreia mundial no dia 17 de setembro, em São Francisco. Até 2025, mais de 20 novos automóveis elétricos aumentarão o portfólio da marca.

As vendas totais para o mês na região da América do Norte se mostraram positivas, com cerca de 25.400 entregas, representando um aumento de 5,1%. No acumulado do ano, foram 183.550 unidades desde janeiro, alta de 4,6%. Os SUVs continuam muito populares entre os clientes nos Estados Unidos. A demanda entre todos os modelos esportivos off-road aumentou 20,9% no mês passado. O Q5 garantiu menção especial, com aumento nas vendas de 42,9%, para 6.812 unidades em agosto. Além disso, a Audi entregou um em cada três Q7 produzidos para um cliente norte-americano desde janeiro. A demanda da marca dos EUA teve desempenho positivo em agosto (+5,5%, para 20.907 carros) em toda a gama de produtos.

Na Europa, a fabricante continuou a se beneficiar do efeito extraordinário de vendas de modelos em estoque como parte da troca para o ciclo de teste de WLTP e a renovação da linha de modelos (+21,5%, para cerca de 60.200 unidades). Como os estoques foram liquidados, o impacto dessa tendência está diminuindo.

O novo ciclo de testes WLTP entrou em vigor em 1º de setembro. A partir de agora, fabricantes de automóveis podem registrar seus modelos com base no ciclo de testes NEDC apenas com aprovações especiais, dependendo da legislação do país específico.

Os três maiores mercados europeus registraram forte crescimento nas entregas em agosto. O Reino Unido obteve um aumento de 19,5%, para 7.523 carros. Na Espanha, as vendas subiram 66,1%, para 5.305 carros, enquanto na Alemanha cresceram 17,7%, para 22.216 carros.

Na China, a Audi se destacou no segmento de compactos premium no último mês, com as concessionárias entregando 8.299 unidades do A3, um crescimento anual de 15,3%. Já 14.857 clientes chineses optaram pelo A4 em agosto, que também é produzido no local. Isso equivale a um aumento de 29,5%. As vendas de todos os modelos da Audi na China no último mês tiveram alta de 6%, para 57.453 unidades. Dessa forma, a companhia atingiu o resultado mais forte de agosto em sua história. No acumulado do ano, a marca também bateu um novo recorde, com 417.234 carros e crescimento de 15,8%.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Toyota premia excelência de melhores consultores, técnicos e representantes SAC

Concurso de Habilidades Técnicas reconhece os melhores técnicos automotivos, consultores d…