A Audi do Brasil terminou o mês de outubro com o registro de 1.201 vendas no varejo, o que representa um aumento de 84% em relação a outubro de 2013. No acumulado do ano, o número atingido é 10.866 veículos, um crescimento de 100% quando comparado com o mesmo período do ano anterior.
 
Com os resultados obtidos até o momento, a perspectiva é que a montadora alemã feche o ano de 2014 com 12 mil unidades entregues aos clientes brasileiros, 2 mil a mais do que a meta traçada no início do ano. Para 2015, quando tem início a produção local do modelo A3, a previsão é que as vendas cheguem a 15 mil carros, impulsionando a marca a novos patamares comerciais no país.
 
\"\"
 
Estamos muito satisfeitos com os resultados obtidos no Brasil, um mercado no qual a Audi vem apostando nos últimos anos devido ao potencial de crescimento. Apresentamos aos consumidores brasileiros oportunidades interessantes de compra, como os modelos de classe mundial, por exemplo. Quando somamos isso aos investimentos que estamos fazendo no país, temos os principais fatores que contribuem para o bom desempenho da marca”, comenta o presidente e CEO Jörg Hofmann. 
 
O crescimento previsto está ancorado, entre outros fatores, nos investimentos que a montadora fará para levar uma nova fábrica ao Paraná, que totalizam R$ 500 milhões e começará a operar em meados do ano que vem. Em São José dos Pinhais, serão fabricados o A3 sedan e o Q3.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 

 
A Audi do Brasil terminou o mês de outubro com o registro de 1.201 vendas no varejo, o que representa um aumento de 84% em relação a outubro de 2013. No acumulado do ano, o número atingido é 10.866 veículos, um crescimento de 100% quando comparado com o mesmo período do ano anterior.
 
Com os resultados obtidos até o momento, a perspectiva é que a montadora alemã feche o ano de 2014 com 12 mil unidades entregues aos clientes brasileiros, 2 mil a mais do que a meta traçada no início do ano. Para 2015, quando tem início a produção local do modelo A3, a previsão é que as vendas cheguem a 15 mil carros, impulsionando a marca a novos patamares comerciais no país.
 
\"\"
 
Estamos muito satisfeitos com os resultados obtidos no Brasil, um mercado no qual a Audi vem apostando nos últimos anos devido ao potencial de crescimento. Apresentamos aos consumidores brasileiros oportunidades interessantes de compra, como os modelos de classe mundial, por exemplo. Quando somamos isso aos investimentos que estamos fazendo no país, temos os principais fatores que contribuem para o bom desempenho da marca”, comenta o presidente e CEO Jörg Hofmann. 
 
O crescimento previsto está ancorado, entre outros fatores, nos investimentos que a montadora fará para levar uma nova fábrica ao Paraná, que totalizam R$ 500 milhões e começará a operar em meados do ano que vem. Em São José dos Pinhais, serão fabricados o A3 sedan e o Q3.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Tecnologia criada por mães engenheiras aumenta segurança nos veículos Nissan

Um dos destaques do Novo Nissan Versa, o Alerta de Objetos no Banco Traseiro (Rear Door Al…