A partir desta semana começaram a valer os reajustes de 9,4% no preço do diesel e de 8,1% no da gasolina nas refinarias. O aumento foi anunciado pela Petrobras na última segunda-feira (5) e é resultado da revisão periódica de preços realizada pela empresa. Se a mudança for repassada aos consumidores, o litro do diesel pode subir 5,5% nas bombas, o equivalente a R$ 0,17; já a gasolina, 3,4%, ou R$ 0,12 o litro. 
A elevação, segundo a estatal, se deve à alta nos preços do petróleo e derivados e à desvalorização da taxa de câmbio no mercado internacional. 
Essa foi a primeira alta desde que a Petrobras adotou uma nova política de preços, em outubro, com revisões, no mínimo, a cada 30 dias. O objetivo é manter os valores alinhados com o mercado internacional. Desde então, a empresa anunciou duas reduções que, juntas, deveriam ter deixado o litro da gasolina cerca de R$ 0,10 mais barato e o diesel, R$ 0,25. O efeito, entretanto, não foi observado nas bombas.
Segundo a Petrobras, o repasse do aumento aos consumidores finais depende das distribuidoras e dos postos de combustíveis. 
Fonte: Agência CNT de Notícias
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

VW Amarok V6 com 258 cv é a picape média mais potente e rápida do País

Aceleração de 0 a 100 km/h em 7,4 segundos, semelhante a modelos esportivos da marca Acele…