A blindagem de veículos é um mercado que cresce cerca de 20% ao ano no Brasil e até o final de 2014 o país deve receber mais de 12 mil unidades blindadas, segundo estatísticas da Abrablin (Associação Brasileira de Blindagem). Com o aumento da violência urbana, cresce a preocupação do consumidor quanto a segurança dos ocupantes, no entanto é preciso avaliar a qualidade do trabalho de blindagem para não comprometer a segurança em caso de assaltos.
 
"Quem conhece pouco sobre blindagem pergunta se de fato vale a pena blindar o carro, algo que era visto como luxo e que hoje desperta atenção dos clientes de classe média que querem proteger sua família", avalia Antonio Donato Júnior diretor da Steel Blindagens. Segundo ele, um trabalho de blindagem bem feito, com materiais de qualidade e por uma empresa devidamente certificada é um investimento pois facilita a aceitação do carro no mercado de usados e a segurança dos ocupantes é garantida. "O consumidor não tem como avaliar se a blindagem do veículo foi bem feita portanto só uma pesquisa atenta sobre a empresa que fará esse serviço é um indicador de segurança", complementa.
 
\"\"
 
Confira o que o consumidor deve saber antes de adquirir um veículo novo que será blindado ou mesmo ao comprar um usado que recebeu esse tratamento por uma empresa especializada
 
Visite pessoalmente as instalações da empresa – Antes de mandar o veículo para blindagem, visite pessoalmente as instalações da blindadora. Uma boa infraestrutura é a primeira indicação positiva. Verifique ainda se todos os processos são executados na mesma empresa ou se os serviços ou tratamentos são terceirizados, o que não é um bom sinal.
 
Pesquise sobre a reputação e idoneidade da empresa – Com o CNPJ da empresa, faça uma checagem junto aos órgãos de proteção ao crédito, verifique nas redes sociais e sites de reclamação se existe algum histórico negativo e o depoimento de consumidores. Avalie se as reclamações foram atendidas dentro de um prazo razoável e qual o nível de satisfação dos clientes.
 
Empresa associada a Abrablin – O consumidor deve verificar se a blindadora é associada à Abrablin, que é referência no setor.
 
Empresa legalizada junto ao Ministério da Defesa – A cada ano Exército Brasileiro renova o cadastramento das empresas blindadoras, que são inspecionadas. Muitas empresas não conseguem renovar a certificação e indicam ao consumidor que já são devidamente regularizadas. Peça a documentação comprobatória.
 
Empresa vistoriada pela Polícia Civil – Com a legislação de 2013, apenas empresas legalizadas e cadastradas pela Polícia Civil podem fazer a blindagem de veículos. O consumidor deve ficar atento pois o CPF do consumidor também será cadastrado no sistema da polícia. Apenas proprietários sem antecedentes criminais poderão registrar um veículo blindado em seu nome. O documento "alvará para aplicação de blindagem em veículos de passeio" tem validade de um ano e deve ser renovado.
 
Certificações de qualidade – Confie em empresas com certificações válidas como a ISO 9001:2008, que garante procedimento padrão e qualidade para o serviço prestado
 
“Assim, o consumidor já pode selecionar suas cotações e ficar mais tranquilo em fazer um bom investimento na sua segurança” completa Donato.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 

 
A blindagem de veículos é um mercado que cresce cerca de 20% ao ano no Brasil e até o final de 2014 o país deve receber mais de 12 mil unidades blindadas, segundo estatísticas da Abrablin (Associação Brasileira de Blindagem). Com o aumento da violência urbana, cresce a preocupação do consumidor quanto a segurança dos ocupantes, no entanto é preciso avaliar a qualidade do trabalho de blindagem para não comprometer a segurança em caso de assaltos.
 
"Quem conhece pouco sobre blindagem pergunta se de fato vale a pena blindar o carro, algo que era visto como luxo e que hoje desperta atenção dos clientes de classe média que querem proteger sua família", avalia Antonio Donato Júnior diretor da Steel Blindagens. Segundo ele, um trabalho de blindagem bem feito, com materiais de qualidade e por uma empresa devidamente certificada é um investimento pois facilita a aceitação do carro no mercado de usados e a segurança dos ocupantes é garantida. "O consumidor não tem como avaliar se a blindagem do veículo foi bem feita portanto só uma pesquisa atenta sobre a empresa que fará esse serviço é um indicador de segurança", complementa.
 
\"\"
 
Confira o que o consumidor deve saber antes de adquirir um veículo novo que será blindado ou mesmo ao comprar um usado que recebeu esse tratamento por uma empresa especializada
 
Visite pessoalmente as instalações da empresa – Antes de mandar o veículo para blindagem, visite pessoalmente as instalações da blindadora. Uma boa infraestrutura é a primeira indicação positiva. Verifique ainda se todos os processos são executados na mesma empresa ou se os serviços ou tratamentos são terceirizados, o que não é um bom sinal.
 
Pesquise sobre a reputação e idoneidade da empresa – Com o CNPJ da empresa, faça uma checagem junto aos órgãos de proteção ao crédito, verifique nas redes sociais e sites de reclamação se existe algum histórico negativo e o depoimento de consumidores. Avalie se as reclamações foram atendidas dentro de um prazo razoável e qual o nível de satisfação dos clientes.
 
Empresa associada a Abrablin – O consumidor deve verificar se a blindadora é associada à Abrablin, que é referência no setor.
 
Empresa legalizada junto ao Ministério da Defesa – A cada ano Exército Brasileiro renova o cadastramento das empresas blindadoras, que são inspecionadas. Muitas empresas não conseguem renovar a certificação e indicam ao consumidor que já são devidamente regularizadas. Peça a documentação comprobatória.
 
Empresa vistoriada pela Polícia Civil – Com a legislação de 2013, apenas empresas legalizadas e cadastradas pela Polícia Civil podem fazer a blindagem de veículos. O consumidor deve ficar atento pois o CPF do consumidor também será cadastrado no sistema da polícia. Apenas proprietários sem antecedentes criminais poderão registrar um veículo blindado em seu nome. O documento "alvará para aplicação de blindagem em veículos de passeio" tem validade de um ano e deve ser renovado.
 
Certificações de qualidade – Confie em empresas com certificações válidas como a ISO 9001:2008, que garante procedimento padrão e qualidade para o serviço prestado
 
“Assim, o consumidor já pode selecionar suas cotações e ficar mais tranquilo em fazer um bom investimento na sua segurança” completa Donato.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Groupe PSA recompra 10 milhões de suas próprias ações da Dongfeng Motor Group

Conforme os termos do Acordo de Recompra de Ações assinado em 17 de dezembro de 20191, e d…