Uma blitz educativa marcou o encerramento das atividades alusivas ao Maio Amarelo em Teresina, que teve como tema central “Minha Escolha Faz a Diferença no Trânsito”. A atividade foi realizada no último dia 31 de maio, na Avenida João XXIII, em frente à sede da Polícia Rodoviária Federal (PRF).
 
Participaram da ação todos os órgãos que fazem a parte do Sistema Nacional de Trânsito (SNT). De acor-do com a gerente de Educação de Trânsito da Strans, Samyra Motta, ao longo do mês de maio foram rea-lizadas muitas ações em toda a cidade e ainda no interior do estado. “Estamos satisfeitos com todos os trabalhos que realizamos ao longo deste mês, através das nossas ações conseguimos atingir a um grande número de pessoas. Vamos continuar as ações também nos outros meses do ano, pois os dados de aci-dentes nos mostram que é necessário um trabalho contínuo”, destacou.
 
A gerente reforça que neste ano a Caravana do Maio Amarelo fez, inclusive, visita aos hospitais para con-versar também com as pessoas que trabalham na área da saúde. “Conseguimos levar a nossa mensagem também para um grupo diferenciado e que convivem com as vítimas de acidentes, com isso estamos con-vocando mais parceiros para nossa missão de salvar vidas”, complementou.
 
 
O superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Welendal Leal Tenório, ressaltou a importância das ações realizadas no mês de maio, mas lembrou que elas devem acontecer durante todo o ano, pois o trân-sito está cada dia mais violento e somente com a ajuda dos condutores essa realidade poderá mudar.
 
“Já registramos nas nossas estradas, até agora, mais de 80 mortes em acidentes, não podemos cruzar os braços diante de uma estatística dessa, por isso reconheço a necessidade da união de todos para reduzir os acidentes”, enfatizou o superintendente.
 
A comerciante Ana Maria Soares disse que as ações educativas são muito importantes para preservar vi-das. “Fico feliz todas as vezes que vejo uma blitz nas ruas da cidade, pois tenho certeza que com isso as pessoas estarão mais protegidas”, afirmou.
 
O motociclista Francisco Araújo relatou que sempre faz questão de usar o capacete, pois este instrumento é fundamental para a proteção. “Lá em casa a minha filha toda vez que vou sair me lembra que eu preciso usar o capacete, por isso sempre ando protegido”, finalizou.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Fórmula E: Di Grassi: “Somente com inovação e tecnologia alcançaremos um futuro com zero carbono”

Lucas Di Grassi, piloto da ABB FIA Fórmula E, tem um grande compromisso com o futuro do pl…