O BMW Group foi mais uma vez nomeado como o grupo do setor automotivo mais sustentável do mundo, de acordo com o Índice de Sustentabilidade Dow Jones (DJSI), divulgado nesta quinta-feira, 8, em Munique, na Alemanha. A empresa também é a única fabricante de automóveis que figura no ranking desde 1999.
 
“O BMW Group está comemorando seu 100º aniversário este ano. Para nós, a sustentabilidade é uma parte importante de nossa identidade e de nossa estratégia. Temos atingido grandes resultados nos últimos anos e estabelecemos metas concretas para o futuro. Estamos muito satisfeitos em sermos nomeados mais uma vez como líderes do setor no Índice de Sustentabilidade Dow Jones. Isso mostra que nossas atividades têm um impacto relevante e que estamos no caminho certo”, afirma Ursula Mathar, head de Sustentabilidade e Proteção Ambiental do BMW Group.
 
O tema sustentabilidade está enraizado na cultura e estratégia do BMW Group. Em 2001, a empresa comprometeu-se com o Programa Ambiental das Nações Unidas, com o Pacto Global das Nações Unidas e com a Declaração de Produção Mais Limpa. Foi também a primeira empresa do setor automotivo a nomear um executivo voltado exclusivamente à questão ambiental, em 1973. Hoje, o Conselho de Sustentabilidade, composto por todos os membros do Conselho de Administração, define o alinhamento estratégico por meio de metas obrigatórias.
 
O BMW Group adota uma abordagem holística, implementando a sustentabilidade em toda a sua cadeia de valor. Além de reduzir as emissões de CO2, a estratégia também concentra-se em alcançar progresso contínuo em áreas como a proteção ambiental, a sustentabilidade da cadeia de abastecimento, de orientação dos funcionários e compromisso social.
 
Entre 1995 e 2015, o BMW Group conseguiu reduzir as emissões de CO2 dos seus veículos novos vendidos na Europa (UE 28) em 40%. Em 2015, a emissão média de CO2 em toda a Europa (EU28) situou-se em 127 g/km, enquanto o índice mundial foi de 147 g/km. A expansão sistemática de propulsão alternativa nos modelos BMW, combinado com serviços de mobilidade inovadores, garantiram uma contribuição significativa para este progresso.
 
Desde julho de 2016, o BMW Group incluiu em seu portfólio sete modelos totalmente elétricos, como o BMW i3, ou que combinam um motor convencional com um motor elétrico, como um plug-in híbrido. Isso sinaliza compromisso claro da empresa com a mobilidade sustentável.
 
O BMW Group pretende ser líder na utilização de energias renováveis na produção e criação de valor. 58% da energia comprada pelo BMW Group no mundo já provém de fontes renováveis. A empresa opera quatro turbinas eólicas na fábrica de Leipzig, que fornecem exclusivamente energia para a produção do BMW i3 e BMW i8. A fábrica em Spartanburg, na Carolina do Sul, utiliza o gás metano de um aterro nas proximidades para gerar até 50% da energia necessária para a produção.
 
 Em 2015, o BMW Group também se tornou o primeiro fabricante de automóveis na Europa a usar um caminhão elétrico de 40 toneladas para o transporte de materiais em vias públicas.
 
 Outro objetivo do BMW Group é aumentar significativamente a transparência e a eficiência dos recursos em toda a sua cadeia de fornecimento até 2020. Neste contexto, cerca de 1.900 fornecedores foram avaliados, somente no último ano, usando pela primeira vez um questionário de sustentabilidade específico do setor.
 
Ações de educação e treinamento dos trabalhadores é uma prioridade para o BMW Group. Em 2015, o grupo investiu um total de 352 milhões de euros em programas de educação continuada e treinamento. A empresa também contratou mais de 1.500 aprendizes em todo o mundo. Cerca de 4.700 jovens estão atualmente matriculados em programas vocacionais e desenvolvimento de talentos no BMW Group, incluindo mais de 3.800 na Alemanha.
 
 O BMW Group também esteve envolvido na promoção do intercâmbio intercultural, tanto dentro como fora da empresa, por muitos anos. Em conjunto com a Aliança das Civilizações das Nações Unidas, a empresa apresenta o Prêmio Intercultural de Inovação, destinado a projetos exemplares nesta área.
 
O BMW Group também está promovendo o intercâmbio entre os refugiados classificados como menores sem acompanhamento, jovens locais e funcionários da BMW, por meio do projeto de bairro “Lifetalk” na fábrica de Munique. O objetivo da iniciativa é mostrar aos jovens possíveis caminhos profissionais.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Nissan comemora 20 anos de uma história de sucesso no Brasil

Da importação de carros à fabricante nacional de automóveis, marca consolida sua presença …