Muitos motoristas ficam atentos às imperfeições na lataria do carro e riscos na pintura. No entanto, quando o assunto são os pneus, há quem se esqueça de checar possíveis amassados nas rodas, a calibragem e, por conta disso, até mesmo deixar passar despercebido o surgimentos de bolhas nos pneus. Segundo o CESVI BRASIL, Centro de Experimentação e Segurança Viária da MAPFRE, o fenômeno pode colocar em risco a segurança de motoristas e pedestres.
 
O surgimento de bolhas nas borrachas dos pneus é considerado um fenômeno do meio automotivo e acontece, principalmente, por conta dos danos causados por buracos, guias, valetas ou impactos que possam danificar a estrutura da malha metálica ou demais regiões que compõem a estrutura do pneu.
 
“Quando isso acontece em um dos pneus do conjunto há aumento do risco de acidentes, pois há perda de resistência, o que o torna o veículo instável, com possibilidades até de rompimento da estrutura, colocando em risco os passageiros, pedestres e outros veículos”, afirma Gerson Burin, coordenador técnico do CESVI BRASIL.
 
Caso tenha verificado e constatado a presença de bolhas é indicado evitar o processo de vulcanização oferecido por alguns borracheiros, que visa prolongar a vida útil dos pneus “O ideal é a substituição do pneu avariado, lembrando que adquirir um novo é sempre a alternativa mais segura”, comenta o especialista.
 
Para evitar a formação das tais bolhas recomenda-se que o motorista reduza a velocidade sempre que for passar por algum buraco, lombada e meio fio. Outra dica para quem gosta de estacionar próximo a guia é evitar raspar o pneu. Essa ação recorrente pode ocasionar rasgos ou também as indesejáveis bolhas. 
 
“Vale lembrar que a troca dos pneus deve ser realizada sempre que apresentarem desgaste na marcação do TWI, que é o indicador de desgaste, ou quando o código DOT ultrapassar 5 anos. Para diminuir desgastes irregulares nos pneus, a recomendação é que o motorista utilize sempre a pressão indicada no manual do proprietário e crie um cronograma para não esquecer de alinhar e balancear o carro”, finaliza Burin.
Fonte: CESVI BRASIL
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ônibus VW moderniza frota argentina de transporte público

Como motorização MAN D08, esses dois Volksbus têm sistema EGR de tratamento de emissões, d…