A solução compacta e econômica para veículos elétricos requer apenas um motor elétrico traseiro

A BorgWarner desenvolveu um inovador sistema de vetorização de torque para veículos elétricos, que permite o uso de apenas um motor elétrico em vez dos dois tradicionais normalmente encontrados em veículos elétricos. Esta solução é econômica e apresenta um design compacto, reduzindo significativamente o espaço necessário no veículo e o peso do sistema.

Alavancando sua tração AWD e sua experiência e portfólio de acoplamentos, a BorgWarner criou sua unidade de Dupla Embreagem com Vetor de Torque, que apresenta duas embreagens − uma interna e uma externa − que substituem o diferencial convencional em uma transmissão elétrica. Os sistemas tradicionais com vetor de torque requerem duas e-machines na parte traseira, caras e pesadas, enquanto a tecnologia da BorgWarner conserva peso e espaço na transmissão, ajudando na eficiência geral do veículo.

“Nosso novo sistema de dupla embreagem com vetor de torque, que minimiza desperdício de torque, economiza energia e requer menos componentes, exemplifica como nossa experiência em motores de combustão interna e em sistemas de transmissão complementa nosso trabalho com veículos elétricos”, disse Stefan Demmerle, presidente e gerente-geral da BorgWarner PowerDrive Systems. “A BorgWarner possui o amplo conhecimento e experiência que os clientes necessitam à medida que a indústria evolui para um futuro eletrificado.”

Projetado para melhorar a dirigibilidade e manobrabilidade de veículos elétricos, a Dupla Embreagem com Vetor de Torque da BorgWarner comanda o torque de forma independente, distribuindo o torque nas rodas esquerda e direita a partir de sua posição no eixo traseiro. A dupla embreagem com vetor de torque, conectada a um motor elétrico e com dois atuadores GenVI reversíveis (um por embreagem), transfere dinamicamente o torque para melhorar a resposta da direção e a controlabilidade, proporcionando ao cliente estabilidade e prazer na direção. Este sistema tem uma capacidade de até 2.600Nm por embreagem e possui um recurso que desconecta o eixo traseiro quando não é necessária uma tração nas quatro rodas. O veículo, então, opera com tração dianteira, resultando em pe rdas reduzidas e maior autonomia para veículos elétricos.

O início da produção começará no primeiro semestre de 2022 para um veículo elétrico de grande OEM global.

Artigos Relacionados
Leia mais em Dicas e Serviços

Veja também

Ford apresenta o SUV elétrico Mustang Mach-E

SUV inova na economia, dsempenho e conectividade A Ford apresentou em Los Angeles, nos EUA…