Nissan sobe para o terceiro lugar na pontuação entre as equipes

A Nissan teve sua primeira vitória no campeonato 100% elétrico de rua de Fórmula E, com Sébastien Buemi liderando de ponta a ponta no E-Prix de Nova York do último sábado, 13 de julho.

A vitória foi mais um marco para a Nissan e.dams depois de, na manhã do sábado, ter quebrado o recorde do maior número de pole positions feitas por uma única equipe em uma temporada da Fórmula E (6). Além de quebrar o recorde no número de participações na Super Pole por uma única equipe em uma temporada (15).

Buemi foi o mais rápido em seu grupo de qualificações, surpreendeu seus rivais na Super Pole, conquistou o primeiro lugar no grid com 0,412 de segundo de vantagem e liderou cada volta da corrida até chegar à vitória na penúltima rodada do Campeonato ABB FIA de Fórmula E.

Nem mesmo uma atuação do carro de segurança na última parte da corrida conseguiu conter Buemi em sua busca obstinada pela bandeira quadriculada.

Este é o quarto pódio conquistado sucessivamente pela Nissan e.dams e o terceiro consecutivo para Buemi. Nas duas últimas rodadas, o piloto havia terminado a prova em segundo lugar, em Berlim (Alemanha), e em terceiro, em Bern (Suíça).

Agora o Buemi acumula 13 vitórias na Fórmula E e 15 pole positions – ambos recordes para o campeonato. Inacreditavelmente, a Nissan e.dams se tornou a nona equipe diferente a vencer na Fórmula E nesta temporada.

A Nissan e.dams assumiu o terceiro lugar no ranking do campeonato de equipes e Buemi está agora em quarto na corrida pelo título dos pilotos, antes da realização da última prova, no domingo. O piloto suíço da Nissan ainda está matematicamente na briga pelo título do campeonato de pilotos, mas precisa conquistar a pole, vencer a prova e torcer para que seus três rivais que estão na frente não pontuem na rodada final do domingo.

“Tivemos pole positions, tivemos pódios, mas finalmente obter a vitória e ver a Nissan no degrau mais alto do pódio é algo que não esquecerei para o resto da minha vida”, afirmou o diretor mundial de esportes a motor na Nissan, Michael Carcamo.

“A equipe trabalhou muito e merece este resultado. Todos na Nissan, na e.dams e na NISMO deram o máximo de si e estamos extremamente contentes por isso”.

“Queremos dedicar esta vitória ao diretor da equipe Nissan e.dams, Jean-Paul Driot, que tem enfrentado problemas de saúde neste ano. Adoraríamos que ele também estivesse aqui neste fim de semana, mas tenho certeza de que ele está muito contente com o resultado”.

A rodada final da quinta temporada do Campeonato de Fórmula E será disputada no domingo, no circuito de rua montado no Brooklyn.

A Nissan está usando a Fórmula E para demonstrar a potência e a performance de sua tecnologia de veículos elétricos, que têm um papel-chave na visão Nissan Intelligent Mobility da montadora.

O novo Nissan LEAF e+, veículo elétrico da marca que é campeão de vendas em todo mundo, está agora disponível nos mercados europeus e, assim como o Gen2, o carro da Fórmula E de segunda geração, oferece mais potência e mais autonomia do que seu precursor.

Aproveitando a realização do E-Prix de Nova York, na última sexta-feira, a Nissan organizou o evento CONVERGE para estimular um diálogo provocativo sobre o futuro da tecnologia no centro cultural Pioneer Works, no Brooklyn. Líderes da indústria marcaram presença no debate sobre como a última prova da temporada no domingo será amplificada e eletrificada por meio de tecnologias inovadoras e design de vanguarda.

COMENTÁRIOS DOS PILOTOS

Sébastien Buemi

“Fiquei bastante emocionado, pois esperei mais de dois anos para conquistar uma nova vitória. Queria muito vencer neste sábado para o diretor da equipe Nissan e.dams, Jean-Paul Driot, que não tem estado bem de saúde recentemente. Por isso, dedico esta vitória a ele”.

“O carro de segurança acabou me ajudando. No início da corrida, minha equipe havia dito que estávamos indo bem em termos de gestão da energia em comparação com os demais pilotos que vinham atrás de mim. No final foi como em Roma e eu tive que desacelerar um pouco para cruzar a linha de chegada após o limite de 45 minutos, para não ter que fazer mais uma volta”.

“Estamos na briga pelo campeonato, mas será difícil nas qualificações, pois estaremos no grupo um. Não será fácil, mas a pista será a mesma, as condições serão as mesmas e, por isso, vamos dar o máximo e ver o que acontece”.

“Quero expressar meu grande agradecimento aos meus companheiros na equipe Nissan e.dams. Temos trabalhado de forma muito próxima desde o início desta temporada e estou muito feliz com a contribuição de todos”.

Oliver Rowland

“Cometi um erro na minha volta de qualificação, e paguei um preço por isso no final. Comecei a fazer bons progressos e meu ritmo na corrida foi forte”.

“Atravessei o pelotão e cheguei até o 11º lugar, mas o Edoardo Mortara bateu no meu nariz e me jogou contra o muro, o que casou alguns danos ao carro”.

“Eu poderia ter terminado em sexto ou sétimo se não fosse por isso. Sei que meu carro é rápido, porque fui o mais veloz no segundo treino e agora temos outra chance para fazer isso de novo no domingo”.

“O Sébastien teve uma atuação brilhante neste sábado e estou realmente feliz pela equipe – espero que no domingo seja minha vez”.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Dodge Dart completa 50 anos do lançamento no Brasil

Modelo foi o primeiro automóvel da marca a ser produzido no país “Velocidade. Potência. De…