Caminhões preparados para corridas chegam a 1.250 cavalos de potência, alcançando velocidade máxima de até 240 km/h.

Os caminhões Mercedes-Benz Actros 2646 estreiam na Copa Truck 2019. A primeira etapa será no próximo domingo, 24 de março, no Autódromo Ayrton Senna em Goiânia, Goiás. Juntamente com os pilotos André Marques e Wellington Cirino, a equipe AM Motorsport tem agora o reforço de Débora Rodrigues, que agrega ao time sua experiência e talento nas corridas de caminhão.

“A Copa Truck junta a paixão por caminhões com a adrenalina e a emoção das acirradas disputas entre pilotos e marcas nas pistas”, ressalta Ari de Carvalho, diretor de Vendas e Marketing Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil. “Nesse ambiente esportivo, o Actros assegura aos pilotos força, alta performance, robustez, resistência e confiabilidade, atributos amplamente reconhecidos pelas estradas do Brasil no transporte de cargas. Este campeonato é uma vitrine muito especial, que atrai um grande público, reforçando ainda mais a imagem da Mercedes-Benz como marca top of mind em caminhões no País”.

Os caminhões da Linha Actros vêm obtendo um sucesso crescente no Brasil em atividades do agronegócio, como o transporte de grãos, cana-de-açúcar e madeira, logística, combustível, mineração e outros. Isso está comprovado pelo crescimento significativo de mais de 200% nas vendas no País no ano passado.

Potência de 1.250 cavalos e velocidade máxima de 240 km/h

Os caminhões de corrida passam por uma preparação muito específica para as disputas na pista, com modificações no trem de força, chassi e cabina. Nos veículos da AM Motorsport, por exemplo, o motor eletrônico

Mercedes-Benz alcança a elevada potência de 1.250 cv a 3.500 rpm, quase três vezes mais em relação aos 460 cv a 1.900 rpm de fábrica. O torque máximo chega a 5.500 Nm a 2.000 rpm nas competições, mais que o dobro dos 2.300 Nm a 1.100 rpm da aplicação no transporte. O Actros alcança velocidade máxima de até 240 km/h na Copa Truck, conforme o circuito.

Os caminhões de competição também passam por diversas alterações na suspensão, aerodinâmica e freios, otimizando o aproveitamento da força do motor. Isso assegura mais rapidez nas pistas, com velocidades maiores e melhores retomadas, vantagem importante, especialmente nas curvas.

Entre as mudanças destacam-se ainda a menor distância entre o solo e o chassi, rebaixamento do parachoque, suspensão especial e redução da distância entre eixos. A estrutura do para-choque e a carenagem lateral são projetadas para melhorar a aerodinâmica, bem como a refrigeração dos freios, pneus e amortecedores. Já a segurança é garantida pelos freios a disco nas quatro rodas, com sistema especial de resfriamento a água e ar.

A cabina do caminhão também é totalmente reconfigurada. Ela é menor e recebe banco tipo concha, para competições, e santantonio, barras de proteção que contribuem para a segurança do piloto. Outra mudança na cabina é o painel de instrumentos, que ganha uma configuração específica para provas, com destaque para conta-giros e níveis de água e óleo.

A AM Motorsport tem três caminhões Actros 2646 para a temporada deste ano, com os pilotos André Marques (número 77 e caminhão nas cores preto e dourado), Wellington Cirino (número 6, totalmente dourado) e Débora Rodrigues (número 7 e Actros nas cores rosa e branco).

A Mercedes-Benz fornece as peças de reposição para os modelos Actros utilizados nas corridas, especialmente dos motores, que são retrabalhados a cada etapa.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Edição especial Dolcevita celebra o 62º aniversário do Fiat 500

Duas versões estão disponíveis: conversível, com um exclusivo teto de listras brancas e az…