Foi lançado na noite da última quinta-feira (11), no Parque da Cidadania, o Movimento Maio Amarelo – Atenção Pela Vida, que neste ano tem o tema “Minha Escolha Faz a Diferença no Trânsito”. A campanha de sensibilização por um trânsito mais seguro segue por diversos locais da cidade até o dia 31.
As ações, que incluem carreatas e atividades educativas, estão sendo organizadas pelo Projeto Vida no Trânsito (PVT), criado com o intuito de mudar a realidade dos acidentes de trânsito no Brasil. Teresina aderiu ao projeto em 2011 e desenvolve diversas ações a partir de uma Comissão Interinstitucional formada por diversos órgãos do trânsito, da saúde e da educação.
A Polícia Rodoviária Federal é parceira da Campanha. O inspetor Jonas Mata falou que as ações querem sensibilizar a população para que o trânsito seja mais seguro e, assim, reduzir a quantidade de acidentes nas rodovias federais. “Só no ano de de 2016 foram 140 acidentes com vítimas fatais, 150 pessoas morreram em acidentes nas rodovias federais. Só este ano, até agora, já foram 70 pessoas mortas vítimas de acidentes de trânsito. É uma quantidade muito grande de vítima causada pela imprudência dos condutores, que não respeitam as leis de trânsito. Nós fazemos fiscalização constante, mas é necessário que a população se conscientize”, afirmou o inspetor.
“Nossa cidade tem sofrido com bastante acidentes de trânsito, as pessoas parecem que não percebem o perigo de dirigir sob ingestão de álcool, com excesso de velocidade, motociclistas que andam sem capacete e são as maiores vítimas nos acidentes. Mais de 80% das vítimas de trânsito são motociclistas. Nós fazemos ações frequentes, inclusive nas escolas para dar essa consciência para os futuros condutores, que nós temos esperança que sejam melhores do que os atuais. Queremos que as pessoas deixem de ser imprudentes, que respeitem as leis de trânsito, respeitem o próximo”, disse a Gerente de Educação de Trânsito da STRANS, Samyra Motta.
 
 
A abertura aconteceu no quiosque Café Sobrenatural Salve Rainha, movimento que perdeu dois de seus membros, Júnior Araújo e Bruno Queiroz, e deixou outro com sequelas permanentes, Jader Damasceno, em um acidente de trânsito ocorrido em 2016. “As regras de trânsito existem porque são necessárias, mas as pessoas não respeitam. Essa realidade tem que mudar. Eu sou fruto da imprudência de um motorista, perdi dois amigos, fiquei com muitas sequelas, tenho 4, 6 cm a menos na perna, estou perdendo minha visão direita, meu tratamento é caro, mas vou tentar transformar essa minha dor em coisas produtivas. Essa conscientização devia partir de casa, mas o que a gente vê são erros diários, vítimas diárias, famílias que sofrem. Então ações como o Maio Amarelo são essenciais”, garantiu Jader Damasceno.
Em novo relatório, a Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que a velocidade segura no trânsito é fundamental para reduzir o número de acidentes e mortes. Óbitos em vias de tráfego chegam a 1,25 milhão por ano. Em Teresina foi iniciada a redução de velocidade em algumas vias. “Começamos pela Avenida Lindolfo Monteiro, que passou de 60km para 50km, principalmente em virtude do aumento do tráfego, então passou a ter um movimento maior e fizemos essa redução como medida preventiva. Agora reduzimos a velocidade das avenidas Raul Lopes, Cajuína, Ipês e equalizamos a Avenida Maranhão. A única via que ainda falta concluir é a Avenida Marechal Castelo Branco, que deverá ficar quase toda com 60km, apenas embaixo da ponte Juscelino Kubitschek, que ficará com 50km. Todas essas são medidas preventivas para evitar acidentes tanto em números como na severidade e dar mais segurança para pedestres”, finalizou o diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, José Falcão.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Executivas assumem novas funções de liderança em áreas estratégicas da Fiat Chrysler Automóveis na América Latina

Cristiani Campos assume Diretoria de Desenvolvimento de Novos Negócios; Cristiane Paixão a…