Fim de ano é sinônimo de estradas movimentadas e, por isso, torna-se essencial a revisão preventiva dos principais componentes do veículo, como as velas de ignição. De acordo com Hiromori Mori, consultor de Assistência Técnica da NGK, empresa especialista em sistema de ignição, o trânsito intenso, comum nas estradas durante o período de festas e férias, é considerado um uso severo do veículo e pode agravar a situação de velas de ignição já desgastadas.
“Peças com funcionamento irregular causam dificuldades na partida do veículo, falhas durante as retomadas, aumento no consumo de combustível e aumento dos níveis de emissões de poluentes”, alerta o especialista. Realizar a revisão garante, além de mais segurança nas estradas, uma maior economia. “Velas com problemas também prejudicam outros componentes como cabos, bobinas, transformador e catalisador”, acrescenta Hiromori.
A manutenção preventiva também é capaz de detectar problemas no motor, por meio da análise da ponta da peça. “Uso de combustível de má qualidade e infiltração de óleo e de fluido de arrefecimento na câmara de combustão também podem ser diagnosticados pela inspeção da vela. Por isso, é importantíssima a checagem do componente, principalmente antes de pegar a estrada. Desta forma você garante uma viagem tranquila para você e sua família”, afirma Hiromori.
O recomendado é a avaliação das velas de ignição a cada 10.000 ou anualmente, aquilo que ocorrer primeiro, ou ainda, conforme orientação da montadora.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

GM apresenta sua primeira picape 100% elétrica

HUMMER EV conta com potência estimada de 1.000 cv, baterias Ultium com autonomia superior …