Novo Cherokee aparece reestilizado pela primeira vez no Brasil depois do lançamento nos EUA; SUV mais premiado da história, Grand Cherokee está em seu 25º ano seguido de comercialização no país

Ambos produzidos em Pernambuco, no Polo Automotivo Jeep®, a fábrica mais moderna do grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA) no mundo, os Jeep Renegade e Compass são os grandes protagonistas na história de sucesso da marca no Brasil desde 2015. Mas a linha de SUVs mais completa do mercado – que ainda conta com o ícone Wrangler – só existe porque há uma dupla de atores muito especiais reforçando o lado mais sofisticado da Jeep, os norte-americanos Cherokee e Grand Cherokee.

Novo Cherokee

Em avaliação para chegar ao mercado brasileiro, o Novo Jeep Cherokee está fazendo no 30º Salão Internacional do Automóvel de São Paulo a primeira aparição no país, depois de ser lançado na América do Norte no início do ano e em alguns países latino-americanos há poucos meses. O modelo passou por uma extensa evolução.

Debaixo do capô, brilha o novo motor 2.0 turbo de 272 cv de potência e 40,8 kgfm de torque, o mesmo que equipa a nova geração do Jeep Wrangler. Sua eficiência é ampliada pelo câmbio automático de nove marchas, que teve seu funcionamento refinado.

No design, tanto a dianteira quanto a traseira foram completamente redesenhadas. Os conjuntos óticos agora contam com amplo uso de LED e, somados aos novos para-choques, sublinham o estilo único do Cherokee. No interior, o console central foi reformulado com o reposicionamento do hub de conectividade, o que aumentou o espaço do porta-objetos.

Grand Cherokee

SUV mais premiado do mundo, o Jeep Grand Cherokee redefiniu em 1992 o segmento de utilitários-esportivos de luxo – criado ainda nos anos 1960 pelo Jeep Wagoneer. No Brasil, o modelo está à venda ininterruptamente desde 1994, representando o topo da gama Jeep.

O Grand Cherokee está disponível no território nacional, em versão única, Limited, com dois motores V6: o Pentastar de 3,6 litros a gasolina (292 cv) e o 3.0 turbo diesel (241 cv). A transmissão é sempre automática de oito marchas, com tração integral Quadra-Trac II, com caixa de redução, seletor de terreno (Selec-Terrain) e controle automático de descida (HDC). Recursos que fazem o Jeep Grand Cherokee ter a maior capacidade off-road do segmento.

Na longa lista de equipamentos, vale ressaltar: sete air bags, teto solar panorâmico, bancos dianteiros elétricos com aquecimento e ventilação e o conjunto de entretenimento, composto pela central Uconnect com visor de 8,4” no painel, duas telas traseiras de 9” com entradas HDMI e fones de ouvido sem fio e som premium com nove alto-falantes e um subwoofer.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ford Ranger 2020 chega ao Brasil em quatro versões

A versão flex deixa de ser oferecida na linha, como reflexo da baixa procura no mercado A …