Primeiro carro 100% elétrico da Chevrolet começa a chegar às concessionárias da marca em fevereiro com nova geração de baterias para maior autonomia

Após comercializar todas as 50 unidades de pré-venda do Bolt EV logo no lançamento, a Chevrolet informa que já está sendo produzido o segundo lote do seu modelo 100% elétrico. Os carros começam a chegar às 26 concessionárias credenciadas da marca a partir de fevereiro.

O Bolt EV é um crossover que se destaca pelo design inteligente, por ser divertido de guiar e pelo alto nível de equipamentos. Além disso, é um veículo zero emissão, que o posiciona tecnologicamente à frente de híbridos e de automóveis puramente a combustão.

“O Bolt EV reúne características que simbolizam a visão de futuro que temos do automóvel, e nos surpreendeu tamanho interesse inicial de consumidores pelo produto. Em comum, são pessoas conectadas à inovação, mobilidade e sustentabilidade”, diz Hermann Mahnke, diretor de Marketing da GM América do Sul.

A versão única do Bolt EV trazida para o mercado brasileiro é a mais sofisticada, Premier, já equipada com as baterias de nova geração, que garantem autonomia média de até 416 quilômetros, de acordo com o ciclo norte-americano EPA.

O Bolt EV está sendo ofertado inicialmente em 12 cidades, selecionadas com base em estudos de mercado. São elas: São Paulo, Campinas, São José dos Campos (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Florianópolis, Joinville (SC), Recife (PE) e Vitória (ES).

Em todas estas localidades, a marca irá disponibilizar, além da demonstração e do programa de test drive do produto, completa estrutura de serviços e manutenção. Com isso, a marca líder geral de vendas se estabelece no segmento de elétricos com a mais abrangente rede credenciada do país.

A estratégia comercial do Bolt EV foi traçada com base na experiência adquirida pela empresa com a venda do modelo em outros mercados globais.

A empresa acredita que, no futuro, os automóveis serão elétricos por uma série de razões. A começar pelas leis ambientais, cada vez mais rígidas, passando pelo fato de os elétricos possuírem completa compatibilidade com as próximas gerações de tecnologias de conectividade e de condução autônoma, por exemplo.

O maior conhecimento dos benefícios da tecnologia por parte dos consumidores, a expansão da infraestrutura de recarga e o aumento da autonomia com a evolução das baterias são catalisadores que ajudarão a popularizar os carros elétricos.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ford estreia nova linha de elétricos na Europa com o Mustang Mach-E

Exibido pela primeira vez no mercado europeu, o SUV é um dos 18 modelos híbridos e elétric…