No encerramento da temporada europeia do Campeonato Mundial de Carros de Turismo, o WTCC, a Citroën novamente não deu chance alguma aos adversários e conquistou mais duas dobradinhas. No circuito de rua de Vila Real, em Portugal, os quatro pilotos da equipe foram ao pódio: o argentino José María López e o francês Sébastien Loeb lá estiveram na primeira corrida do domingo; o chinês Ma Qing Hua e o francês Yvan Muller fizeram a festa na segunda prova. Agora só faltam quatro etapas – ou oito corridas – para o fim desta temporada, disputadas no Japão, na China, na Tailândia e no Qatar.
 
O resultado do treino classificatório foi fundamental para os das corridas. López e Loeb foram os dois mais rápidos e, assim, formaram a primeira fila da prova inicial. Ma Qing Hua, décimo mais veloz, e Muller, nono, consequentemente – como manda o regulamento – dividiram-na na segunda corrida portuguesa.
 
Quando as luzes se apagaram e foi autorizado o início da primeira prova, o argentino largou melhor que o francês, e os dois Citroën C-Elysée WTCCs abriram vantagem. Ma Qing Hua ultrapassou Van Lagen e Castburg e aproximou-se de Valente, que havia perdido posições. A disputa entre os dois foi dura, com direito a toque, mas o chinês levou a melhor e obteve a sexta colocação, posicionando-se logo à frente de Muller, o sétimo.
 
 
Na segunda prova, Ma Qing Hua e Muller largaram perfeitamente. Por causa de um inicidente entre Van Lagen e Monteiro, o safety car foi chamado. Quando o carro de segurança saiu da pista, Ma manteve-se à frente de Muller, Catsburg, Tarquini, Michelisz, Loeb e López. Os dois carros da Citroën não foram ameaçados na dianteira – e a pista oferecia poucas condições para se realizarem ultrapassagens. Na décima volta, Catsburg cometeu um erro, o que permitiu aproximação de Michelisz e Loeb. Os três carros, porém, colidiram em uma frenagem, e a corrida de Loeb terminou prematuramente. Duas voltas depois disso, o carro de Catsburg ficou parado na linha de corrida após uma leve batida, e foi dada bandeira vermelha. Isso não alterou a felicidade de Ma Qing Hua, que assim conquistou sua primeira vitória nesta temporada, a segunda no WTCC.
 
O chefe de equipe da Citroën, Yves Matton, fez um balanço desta jornada até aqui: “Terminamos essa primeira longa parte de temporada com tudo parecendo forte: com 14 vitórias em 16 corridas, nossos quatro pilotos nas quatro primeiras posições campeonato e uma ótima liderança entre os construtores. Estamos satisfeitos com o desempenho de Ma Qing Hua, que solidificou com uma vitória sua evolução. Todos os nossos quatro pilotos já venceram nesta temporada, e podemos ir à Ásia com muita confiança”.
 
Corrida 1:
1º José María López (Citroën C-Elysée WTCC)
2º Sébastien Loeb (Citroën C-Elysée WTCC)
3º Norbert Michelisz (Honda Civic WTCC)
4º Gabriele Tarquini (Honda Civic WTCC)
5º Tiago Monteiro (Honda Civic WTCC)
6º Ma Qing Hua (Citroën C-Elysée WTCC)
7º Yvan Muller (Citroën C-Elysée WTCC)
8º Jaap van Lagen (Lada Vesta WTCC)
9º Nick Catsburg (Lada Vesta WTCC)
10º Rob Huff (Lada Vesta WTCC)
11º Mehdi Bennani (Citroën C-Elysée WTCC)
Volta mais rápida: José María López, 2:00.873
 
Corrida 2:
1º Ma Qing Hua (Citroën C-Elysée WTCC)
2º Yvan Muller (Citroën C-Elysée WTCC)
3º Gabriele Tarquini (Honda Civic WTCC)
4º Norbert Michelisz (Honda Civic WTCC)
5º José María López (Citroën C-Elysée WTCC)
6º Nick Catsburg (Lada Vesta WTCC)
7º Hugo Valente (Chevrolet RML Cruze TC1)
8º Nestor Girolami (Honda Civic WTCC)
9º Rob Huff (Lada Vesta WTCC)
10º Mehdi Bennani (Citroën C-Elysée WTCC)
Volta mais rápida: Ma Qing Hua, 2:01.994
 
Mundial de Pilotos:
1º José María López, 322 pontos
2º Yvan Muller, 267 pontos
3º Sébastien Loeb, 230 pontos
4º Ma Qing Hua, 146 pontos
5º Norbert Michelisz, 141 pontos
6º Gabriele Tarquini, 138 pontos
7º Tiago Monteiro, 124 pontos
11º Mehdi Bennani, 51 pontos
 
Mundial de Construtores:
1º Citroën, 716 pontos
2º Honda, 487 pontos
3º Lada, 223 pontos
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Pick-up Peugeot Landtrek é apresentada na América Latina

No Brasil, a comercialização ocorrerá em uma segunda etapa, seguindo a estratégia estabele…