Uma temporada de recordes para a Citroën no Campeonato Mundial de Carros de Turismo (WTCC). Na última etapa da temporada de 2015, realizada no autódromo de Losail, no Catar, o campeão antecipado José María López venceu a primeira corrida da programação, enquanto Yvan Muller venceu a segunda e, por apenas um ponto, levou a melhor sobre Sébastien Loeb na disputa pelo vice-campeonato. O chinês Ma Qing Hua terminou o campeonato em quarto, dando à Citroën o feito inédito de colocar quatro pilotos nos quatro primeiros lugares. No campeonato de marcas, a Citroën já havia conquistado o título quando faltavam três etapas para o final – e terminou a temporada com pontuação recorde.
 
No final da corrida, Sébastien Loeb foi homenageado por toda a equipe Citroën Racing, que demonstrou sua afeição e gratidão ao francês, nove vezes campeão mundial de rali, com um longo aplauso. Yves Matton, chefe da Citroën Racing: “Com 21 vitórias em 24 corridas, o Campeonato Mundial de Fabricantes e os quatro primeiros lugares no campeonato de pilotos, a equipe Citroën Total WTCC teve uma temporada excepcional. Ao vencer as corridas daqui com os títulos já decididos, José María López e Yvan Muller relembraram a todos por que eles são os melhores pilotos da competição atualmente. Toda a equipe ficou terrivelmente triste quando se deu conta de que esta seria a última corrida de Sébastien Loeb conosco. Um grande capítulo na história do esporte a motor acabou hoje. Vamos sempre ter muitas boas lembranças com Sébastien”.
 
 
José María López: “Foi um final de semana fantástico. O carro desempenhou bem desde o começo e continuamos trabalhando para deixá-lo ainda mais rápido. A dirigibilidade do meu Citroën C-Elysée WTCC foi perfeita. Tudo o que precisei fazer foi mantê-lo na pista. Foi perfeito terminar com uma vitória, mas estou um pouco triste que a temporada tenha terminado e que vou ter que esperar tanto pelo início da próxima! Mais uma vez, eu gostaria de agradecer à equipe por todo o trabalho que foi feito nos últimos dois anos, e quero desejar a Sébastien o melhor para o restante de sua carreira. Foi uma honra estar na mesma equipe que ele. Vou sentir sua falta”.
 
Yvan Muller: “Meu objeetivo era vencer uma das duas corridas e estou feliz por ter conseguido. Meus engenheiros e mecânicos tiveram dois dias difíceis porque eu não estava satisfeito com o acerto do carro. Mas trabalhamos, conseguimos melhorá-lo e atingimos um bom nível de desempenho nas corridas. Na verdade, eu fui mais rápido do que no treino classificatório! Como Pechito, quero agradecer a toda a equipe, mas também a meus companheiros. Chegamos a este nível porque todos os quatro pilotos trabalharam de mãos dadas. Obrigado a eles e particularmente a Seb, a quem desejo o melhor no futuro”.
 
Ma Qing Hua: “Agradeço à equipe Citroën Total por me dar a oportunidade de competir em minha primeira temporada completa no WTCC. Trabalhei com três pilotos ‘top class’ e foi uma honra aprender com eles. Os pontos que marquei hoje significam que consegui o quarto lugar no campeonato mundial e estou orgulhoso por contribuir com o resultado da Citroën”.
 
Sébastien Loeb: “Eu queria manter o segundo lugar no campeonato, mas sabia que seria difícil e que Ivan daria tudo para terminar melhor do que eu. Mesmo tendo sido superado por apenas um ponto, não tenho o que lamentar. Acho que fui bem hoje, tanto nos treinos quanto nas corridas. Vou sempre ter boas lembranças dos meus dois anos no WTCC. Agradeço à Citroën por isso e por tudo o que fizemos juntos nos últimos 15 anos. Eu estava realmente emocionado por estar com a equipe pela última vez hoje, mas estou olhando para o futuro e os desafios que tenho pela frente são emocionantes. Ainda existem algumas coisas que quero fazer antes de parar!”.
 
Campeonato Mundial de Carros de Turismo (WTCC)
12ª etapa – Losail (Catar) – 20 a 22 de novembro
 
Treino classificatório
1. José María López (Citroën C-Elysée WTCC)
2. Mehdi Bennani (Citroën C-Elysée WTCC)
3. Sébastien Loeb (Citroën C-Elysée WTCC)
4. Hugo Valente (Chevrolet RML Cruze TC1)
5. Nick Catsburg (Lada Vesta WTCC)
6. Norbert Michelisz (Honda Civic WTCC)
7. Ma Qing Hua (Citroën C-Elysée WTCC)
8. Yvan Muller (Citroën C-Elysée WTCC)
 
Corrida 1
1. José María López (Citroën C-Elysée WTCC)
2. Mehdi Bennani (Citroën C-Elysée WTCC)
3. Hugo Valente (Chevrolet RML Cruze TC1)
4. Sébastien Loeb (Citroën C-Elysée WTCC)
5. Ma Qing Hua (Citroën C-Elysée WTCC)
6. Yvan Muller (Citroën C-Elysée WTCC)
Volta mais rápida: José-María López (2:01.628)
 
Corrida 2
1. Yvan Muller (Citroën C-Elysée WTCC)
2. Ma Qing Hua (Citroën C-Elysée WTCC)
3. Norbert Michelisz (Honda Civic WTCC)
4. Sébastien Loeb (Citroën C-Elysée WTCC)
5. Mehdi Bennani (Citroën C-Elysée WTCC)
8. José María López (Citroën C-Elysée WTCC)
Volta mais rápida: Yvan Muller (2:02.450)
 
Campeonato Mundial
Pilotos:
1. José-María López: 475 pontos
2. Yvan Muller: 357 pts
3. Sébastien Loeb: 356 pts
4. Ma Qing Hua: 241 pts
5. Gabriele Tarquini: 197 pts
8. Mehdi Bennani: 127 pts
 
Fabricantes:
1. Citroën: 1.069 pontos
2. Honda: 721 pts
3. Lada: 376 pts
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

GM apresenta sua primeira picape 100% elétrica

HUMMER EV conta com potência estimada de 1.000 cv, baterias Ultium com autonomia superior …