A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio rejeitou o Projeto de Lei 7272/14, que obriga as montadoras a abastecerem os veículos novos com pelo menos dez litros de combustível antes de entregá-los às redes concessionárias.
O parecer do deputado Mauro Pereira (PMDB-RS) foi contrário ao projeto do deputado Décio Lima (PT-SC). Pereira apresentou uma série de argumentos contra a proposta.
Ele alegou, por exemplo, que as montadoras poderão transferir para o preço do veículo o gasto com o abastecimento, anulando os ganhos para o consumidor. Afirmou ainda que haveria dificuldades para fiscalizar a medida.
Além disso, segundo Pereira, a alegação do deputado Décio Lima, de que os compradores de veículos saem da concessionária e não conseguem chegar a um posto de combustível devido à falta de combustível, não é comprovada pelas estatísticas. “Tal tipo de reclamação não aparece nas estatísticas de reclamações dos Procons e sites de consumidores. Ou seja, o problema que eventualmente tenha ocorrido foi certamente residual, tornando a regulação pouco promissora”, disse Mauro Pereira no parecer aprovado pela comissão.
Fonte: Agência Câmara Notícias
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Programa de estágio da Hyundai tem vagas para São Paulo e Piracicaba

Prazo para se candidatar às vagas vai até 30 de novembro A Hyundai Motor Brasil está com i…