O aumento da incidência de casos confirmados de coronavírus pelo mundo tem causado, nos últimos dias, o cancelamento de diversas competições de automobilismo marcadas para ocorrerem neste fim de semana e nos próximos dias. Na noite da última quinta-feira (12), a organização do Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1 anunciou o cancelamento da prova que estava marcada para o domingo (15). Os treinos livres nem chegaram a acontecer. De acordo com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), os torcedores que compraram ingressos para assistir à corrida serão reembolsados.

Veja o comunicado da FIA sobre o cancelamento o Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1:

Após a confirmação de que um membro da McLaren Racing Team testou positivo para o Covid-19 e a decisão da equipe de desistir do Grande Prêmio da Austrália, a FIA e a Fórmula 1 fizeram uma reunião com os outros nove chefes na noite de quinta-feira. Essas discussões terminaram com a visão da maioria das equipes de que a corrida não deveria seguir. A FIA e a Fórmula 1, com o total apoio da Australian Grand Prix Corporation (AGPC), tomaram a decisão de que toda a atividade da Fórmula 1 para o Grande Prêmio da Austrália está cancelada.

Sabemos que estas são notícias muito desapontantes para os milhares de fãs que vão à corrida, e todos aqueles que têm ingressos vão ser reembolsados. Em seu tempo, um novo anúncio será comunicado.

Todas as partes levaram em consideração os grandes esforços da AGPC, Motorsport Australia, funcionários e voluntários para sediar a etapa de abertura da Fórmula 1 em 2020, em Melbourne. No entanto, concluíram que a segurança de todos os membros da família Fórmula 1 e da comunidade em geral, assim como a justiça da competição, são as prioridades.

Os GPs do Barein, Vietnã e China de Formula 1, que seriam realizados respectivamente em 22 de março, 5 e 19 de de abril, foram adiados e ainda não têm data para acontecerem.

A exemplo da Fórmula 1, a etapa do GP da China de Formula E, que seria realizada no dia 21 de março, foi cancelada pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo). A noa dos organizadores diz o seguinte: “dadas as atuais preocupações de saúde pública e o fato de a Organização Mundial da Saúde ter declarado o coronavírus uma emergência internacional, a Fórmula E tomou as medidas necessárias para garantir a saúde e a segurança de seu estafe, os participantes do campeonato e os espectadores, que são de primordial importância”.

A MotoGP também teve seu calendário para 2020 alterado em virtude do surto de coronavírus pelo mundo. A primeira corrida da temporada, que ocorreria no dia 08 de março, no Qatar, foi cancelada pela Federação Internacional de Motociclismo e a Dorna, organizadora do evento. O GP da Tailândia, previsto inicialmente para o dia 22 de março, foi remarcado para 04/10/2020.

Fotos: Divulgação

Artigos Relacionados
Leia mais em Destaques
Comentários estão fechados

Veja também

IMSA: Derani vai em busca de mais um pódio neste domingo em Mid-Ohio

Brasileiro destaca características difíceis do traçado, mas segue confiante e embalado, ap…