O mais recente balanço da ANEF (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras) aponta nova alta consecutiva do crédito para financiamento de veículo no mês de maio. O total de recursos liberados no período foi de R$ 9,4 bilhões, uma elevação de 2,1% em relação a abril, em que o total de recursos liberados foi de R$ 9,2 bilhões. Com o resultado, o período compreendido entre janeiro e maio somou R$ 45,4 bi, ante R$ 44 bilhões do igual período em 2013.
 
Mesmo com o incremento na liberação de crédito, o saldo das carteiras de financiamentos de veículos (CDC + Leasing PF e PJ) ainda não demonstrou reação em 2014, fechando os cinco primeiros meses do ano em R$ 219,2 bilhões, 6,9% menor que no mesmo período de 2013 quando era de R$ 235,4 bi.
 
Para Décio Carbonari, presidente da ANEF, os bancos de montadora seguirão determinados a oferecer mais recursos, ampliando o crédito. “Além desta disposição, as financeiras ligadas às montadoras possuem a possibilidade de oferecer taxas de juros mais atraentes que os outros bancos”, explica o executivo.
 
Inadimplência
 
A inadimplência acima de 90 dias no setor de financiamento de veículos seguiu estável e fechou o mês de maio em 5,0% no CDC para pessoa física (comparável a 5,2% em dezembro passado). Os atrasos inferiores a 90 dias passaram de 8,4% em abril para 8,1% em maio.
 
Juros
 
A ponderação média utilizada pelo mercado em abril, para pessoa física, registrou alta, passando de 1,71% a.m. e 22,6% a.a. para 1,74% a.m. e 23% a.a., respectivamente. As taxas praticadas pelas associadas da ANEF passaram de 1,35% ao mês e 17,46% ao ano para 1,41% a.m. e 18,30% a.a. A Selic manteve-se estável durante maio, seguindo em 0,87% a.m. e 11% a.a.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Land Rover lidera emplacamentos de SUVs grandes de luxo em 2020

No segmento de SUVs grande de luxo, a marca representa 36% da participação de mercado, de …