A eletrônica embarcada que temos hoje nos automóveis depende de muita tecnologia. E, para toda essa tecnologia funcionar, o veículo conta com um item de extrema importância: a bateria. Muitas vezes esse componente até passa despercebido, mas a bateria é responsável pelo funcionamento do travamento elétrico das portas, do som e até mesmo do ar-condicionado do carro, entre outros recursos. 
Por isso, é importante que você saiba cuidar da bateria do seu veículo. E trocá-la quando for o caso. Abaixo, relacionamos alguns cuidados nesse processo.
•Vai ficar muito tempo sem usar o carro? Desconecte a bateria. Assim você evita que haja consumo de componentes eletrônicos.
•Precisa trocar a bateria? Tem certeza? Às vezes, o problema está no alternador, que não está fazendo a carga devidamente.
•Se o caso for mesmo de troca, verifique as especificações de capacidade do equipamento original do veículo, definido em ampères-hora, para adquirir o modelo correto de bateria.
•Você mesmo vai fazer a troca? O primeiro passo é soltar o sistema de fixação da bateria na carroceria. Lembre-se de que itens como códigos de programação de rádio e relógio podem perder a configuração com a retirada da bateria.
•Verifique o lado da polaridade da bateria. Na retirada, desconecte primeiro o polo negativo (-), para só então desconectar o polo positivo (+).
•Cuidado para mão inverter os polos na hora da instalação. Uma inversão pode provocar danos irreparáveis no módulo eletrônico de injeção.
•Na hora de ligar, primeiro ligue o polo positivo (+) e só depois o negativo (-). Assim você evita um curto-circuito entre a ferramenta e a carroceria do veículo.
•Com a ligação feita, retire a embalagem plástica da nova bateria e prenda-a com o sistema de fixação original do veículo. 
Fonte: CESVI BRASIL
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

GM apresenta sua primeira picape 100% elétrica

HUMMER EV conta com potência estimada de 1.000 cv, baterias Ultium com autonomia superior …