Componente que faz parte do sistema de suspensão do veículo, o amortecedor é um dos responsáveis por manter os pneus em contato permanente com a via, proporcionando estabilidade, segurança e conforto aos ocupantes.  Por isso, merece atenção especial na hora de fazer a manutenção. A Nakata recomenda que os reparadores observem alguns passos ao executar a troca dos amortecedores.
Confira as recomendações do gerente de qualidade e serviços da Nakata, Jair Silva:
– Conferir se o código do amortecedor é correspondente ao indicado ao modelo do veículo.
 – Escorvar a peça para eliminar o ar de dentro do tubo de pressão”, explica Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata. Para isto, mantenha o amortecedor na vertical e empurre a haste até o final , depois puxe-a para cima até o final do curso. Em seguida, repita o processo de  descer e subir a haste mais umas cinco vezes até observar que não há “vazios” no deslocamento da haste. Após escorvado, o amortecedor não deve ficar mais na posição horizontal para que a peça não perca sua equalização.
– Na hora da troca do amortecedor é o uso de ferramenta adequada para travar a haste e efetuar o aperto da porca é de fundamental importância. ” Utilizar alicate de pressão para travar a haste vai provocar profundas ranhuras na haste e consequente ruptura do selo de  vedação, ocasionando, assim, vazamento de óleo”, esclarece.
– Ao instalar os amortecedores, verificar a ordem correta dos componentes – coifa, batente e coxim. Alguns veículos o coxim tem posição de montagem, fique atento.
– Ao final da substituição, observe com cuidado o aperto das peças. Como o carro está suspenso, todos os componentes da suspensão estão sendo forçados para baixo em posição ao contrário do que o carro trabalha em movimento. Por isso, é importante dar sempre o aperto final com o veículo no solo.
Artigos Relacionados
Leia mais em Dicas e Serviços
Comentários estão fechados
Componente que faz parte do sistema de suspensão do veículo, o amortecedor é um dos responsáveis por manter os pneus em contato permanente com a via, proporcionando estabilidade, segurança e conforto aos ocupantes.  Por isso, merece atenção especial na hora de fazer a manutenção. A Nakata recomenda que os reparadores observem alguns passos ao executar a troca dos amortecedores.
Confira as recomendações do gerente de qualidade e serviços da Nakata, Jair Silva:
– Conferir se o código do amortecedor é correspondente ao indicado ao modelo do veículo.
 – Escorvar a peça para eliminar o ar de dentro do tubo de pressão”, explica Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata. Para isto, mantenha o amortecedor na vertical e empurre a haste até o final , depois puxe-a para cima até o final do curso. Em seguida, repita o processo de  descer e subir a haste mais umas cinco vezes até observar que não há “vazios” no deslocamento da haste. Após escorvado, o amortecedor não deve ficar mais na posição horizontal para que a peça não perca sua equalização.
– Na hora da troca do amortecedor é o uso de ferramenta adequada para travar a haste e efetuar o aperto da porca é de fundamental importância. ” Utilizar alicate de pressão para travar a haste vai provocar profundas ranhuras na haste e consequente ruptura do selo de  vedação, ocasionando, assim, vazamento de óleo”, esclarece.
– Ao instalar os amortecedores, verificar a ordem correta dos componentes – coifa, batente e coxim. Alguns veículos o coxim tem posição de montagem, fique atento.
– Ao final da substituição, observe com cuidado o aperto das peças. Como o carro está suspenso, todos os componentes da suspensão estão sendo forçados para baixo em posição ao contrário do que o carro trabalha em movimento. Por isso, é importante dar sempre o aperto final com o veículo no solo.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Edição especial Dolcevita celebra o 62º aniversário do Fiat 500

Duas versões estão disponíveis: conversível, com um exclusivo teto de listras brancas e az…