O CEO da Fiat Chrysler Automobiles para a América Latina, Antonio Filosa, anunciou que suspendeu o desenvolvimento e adiou o lançamento de novos projetos na região. O cronograma de novos produtos será adiado por pelo menos um ano, devido à crise combinada pela pandemia de Coronavírus e ao colapso das vendas.

Filosa fez esse anúncio durante uma entrevista em videoconferência realizada no Brasil (veja o complemento abaixo – LIVE no Automotive Business). O executivo informou que hoje são feitos todos os esforços para reiniciar a produção em suas fábricas na região e repensar a estratégia devido à forte queda nas patentes.

Assim, a FCA se une a outros projetos automotivos que foram cancelados ou remarcados nas últimas semanas. A Ford e a VW suspenderam o plano de produção da nova picape Amarok na fábrica de Pacheco, na Ford Argentina (leia a nota). E a VW também continuou a desenvolver o sucessor da Gol (leia a nota).

Os projetos que a FCA já estava desenvolvendo no Mercosul foram os seguintes.

* Fiat SUV: Era um produto para o segmento B (menino), que seria fabricado no Brasil e lançado para venda em 2021. Agora aconteceu pouco antes de 2022. Será baseado na mesma plataforma dos Cronos e Argo .

* Jipe de sete lugares: seria fabricado no Brasil e também foi planejado para 2021. Seria posicionado acima da bússola. Teremos que esperar pelo menos até 2022.

* Renegade / Compass Hybrid: As versões híbridas dos dois modelos de Jeep deveriam ser reveladas no final do ano no agora cancelado St. Paul’s Hall. Eles só poderiam chegar em 2021 ou 2022.

* Fiat Fastback: É um SUV baseado no Fiat Toro. Seria apresentado em 2021 e agora teremos que esperar até 2022.

* Argo / Cronos Turbo: Juntamente com o restyling do hatchback fabricado no Brasil e o sedan produzido na Argentina, seria introduzida uma nova linha de motores 1.0 Turbo e 1.3 Turbo produzidos no Mercosul. A fabricação na fábrica de motores de Betim estava planejada para outubro próximo, mas não começará antes do final de 2021.

A produção nas fábricas da FCA no Mercosul deve ser retomada em maio próximo, embora o reinício das atividades ocorra em ritmo lento, testando um novo protocolo de segurança e higiene. As atividades devem normalizar somente após junho.

Filosa estima que as vendas da FCA no Mercosul caem 40% em 2020. O executivo espera que o mercado se recupere totalmente apenas em 2023.

 

Fonte: https://autoblog.com.ar/2020/04/23/por-la-crisis-fiat-chrysler-suspendio-el-desarrollo-y-postergo-el-lanzamiento-de-cinco-nuevos-proyectos/

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz do Brasil é premiada por iniciativas de diversidade

Seguindo estratégia global da Daimler, Companhia valoriza as diferenças e fortalece a cult…