Nas cidades, a mobilidade sustentável tem sido apontada como uma das principais alternativas para reduzir os índices de poluição. A recomendação é fazer trajetos a pé, de bicicleta ou no transporte coletivo sempre que possível. 
Além disso, motoristas podem adotar condutas que reduzem as emissões de gases poluentes e, de quebra, ainda gastar menos com o combustível. Isso porque a maioria das atitudes está relacionada a diminuir a queima de diesel e gasolina.
 
Mantenha os pneus sempre calibrados e elimine cargas desnecessárias; aproveite a velocidade do veículo, pois quanto menos você pisar no freio e no acelerador, menos combustível será necessário.  
Quando ficar parado por mais de cinco minutos, procure desligar o carro, ônibus ou caminhão.
A manutenção periódica e a regulagem também são fundamentais. Filtros de ar e combustível obstruídos, válvulas injetoras sujas, velas de ignição desgastadas e defeitos nos sensores e atuadores da injeção eletrônica podem aumentar consideravelmente o consumo.
As orientações são do Despoluir – Programa Ambiental do Transporte. A iniciativa foi criada em 2007 pela Confederação Nacional do Transporte e pelo Sest Senat, a fim de estimular o engajamento de transportadores em prol de ações para preservação ambiental. 
Uma das ferramentas para alcançar este objetivo é a aferição de veículos, para verificar se as emissões de partículas estão de acordo com os padrões recomendados.
 
Fonte: Agência CNT de Notícias
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz GLB chega ao mercado brasileiro com versatilidade e funcionalidade

GLB 200 Launch Edition completa o portfólio de SUVs da Mercedes-Benz, que foi renovado nos…