Verificar folga e desgaste faz parte do check-up

Parte do sistema de suspensão, alguns componentes, como a barra estabilizadora, bieleta e buchas, requerem alguns cuidados na hora de fazer o diagnóstico durante a manutenção. “A barra estabilizadora tem como função de reduzir a inclinação da carroceria em curvas, portanto fundamental para a estabilidade do veículo”, afirma Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata, ressaltando a importância da peça.

Já a bieleta é uma haste que interliga a barra estabilizadora até a suspensão, ficando encarregada da transferência da força dinâmica nas curvas, enquanto as buchas absorvem as vibrações das peças, diminuindo a emissão dos ruídos na suspensão. “São peças importantes no sistema de suspensão, que devem ter especial atenção por parte do mecânico”, comenta.

O profissional da reparação deve fazer uma análise detalhada ao efetuar a manutenção. “É preciso ser cuidadoso ao avaliar a barra estabilizadora, que deve ser movimentada para identificar folgas nas buchas, que também precisam ser checadas com relação ao desgaste”, explica.

Os pinos da bieleta não devem conter folgas. “Quando em boas condições, a bieleta está bem ajustada e exige força para a sua movimentação”, alerta.

Para não comprometer o diagnóstico, Silva lembra que a avaliação deve ser realizada com as rodas no chão, como num fosso, pois suspender o carro pelo chassi pode tirar o peso e mascarar defeitos no sistema de suspensão.

Para conferir esta e outras dicas de manutenção, basta acessar o blog da Nakata: https://blog.nakata.com.br/bieleta-barra-estabilizadora-e-buchas-entenda-como-fazer-um-bom-diagnostico/.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias

Veja também

FCA atinge 500 mil motores Firefly produzidos no Brasil

Motor de número 500 mil é um Firefly 1.0 litro de três cilindros A Fiat Chrysler Automóvei…