O que será novidade nos automóveis em alguns anos? Que tecnologias estão sendo desenvolvidas ou mesmo já estão presentes nos automóveis  para melhorar o desempenho e a segurança dos? Para mostrar o trabalho de seus especialistas e as tendências que estão surgindo neste sentido ocorreu em São Paulo o Seminário Ford de Tecnologia e Conectividade, que contou com a presença da imprensa especializada do Brasil e Argentina.
De acordo com o presidente da Ford América do Sul, Steven Armstrong, a Ford não é apenas uma marca de automóveis, mas também uma empresa de tecnologia.  “Estamos trabalhando para antecipar as necessidades e desejos dos consumidores, especialmente em conectividade, mobilidade e veículos autônomos, e para tornar essas tecnologias acessíveis para todos, não apenas para os consumidores de luxo.”
 
O evento contou com a apresentação de quatro equipamentos que serão oferecidos pelo novo Focus, modelo que chega ao Brasil no segundo semestre deste ano ao Brasil: sistema SYNC com AppLink, Assistência de Emergência, estacionamento automático e frenagem de emergência. A exibição foi feita em um estúdio com recursos de projeção mapeada, que permitiu visualizar as situações de uso com imagens 3D.
 
Segundo Marcio Alfonso, o sistema SYNC mostra o pioneirismo da Ford em sistemas de conectividade embarcados, com comandos de voz para operação do celular, rádio e climatização do veículo, sem a necessidade de tirar as mãos do volante. “Com o sistema AppLink, o SYNC também passou a acessar aplicativos de smartphones que abrem várias opções de informação, entretenimento e conveniência, dentro do conceito de conectividade com segurança.”
A Assistência de Emergência, já oferecida também em outros modelos da Ford, como Novo Ka, New Fiesta, EcoSport e Ranger, faz uma ligação automática ao serviço de atendimento médico de urgência, SAMU, em caso de acidente com acionamento dos airbags ou corte de combustível.
O estacionamento automático que será introduzido no Brasil com o novo Focus funciona com o apoio de sensores e câmera e é capaz de manobrar tanto em vagas paralelas como perpendiculares, sem que o motorista precise mexer no volante. Além de tornar a direção mais simples, contribui para pavimentar o caminho do futuro carro autônomo.
 
O assistente de frenagem de emergência é outra tecnologia inovadora voltada para a segurança. Também conhecido como Active City Stop, ele conta com sensores que monitoram o tráfego e, ao detectar a possibilidade de uma colisão, reduz a velocidade e aciona os freios do veículo. Ele opera em velocidades de até 50 km/h e ajuda a evitar acidentes causados por desatenção no trânsito.
 
A Ford vai equipar o futuro Focus com tecnologias avançadas para a segurança veicular e conectividade. A empresa fez uma apresentação prévia do modelo, que deve chegar ao mercado no segundo semestre na América do Sul, durante seminário da empresa em São Paulo que reuniu especialistas para debater as novas tendências tecnológicas para a mobilidade e o futuro dos carros autônomos.
 
Entre as novas tecnologias do Focus foram destacadas: o sistema de conectividade SYNC com AppLink, que permite o acesso a aplicativos de smartphones por comandos de voz; a Assistência de Emergência, que faz uma ligação automática ao SAMU em caso de acidente; o estacionamento automático para vagas paralelas e perpendiculares; e a assistência de frenagem de emergência (Active City Stop), que para o carro ao detectar a possibilidade de colisão a até 50 km/h.
Estas duas últimas tecnologias – estacionamento automático e assistente de frenagem de emergência – contribuíram para dar ao Novo Focus o título de carro médio mais inovador no prêmio AutomotiveINNOVATIONS, realizado este mês na Alemanha. Na mesma premiação, que avaliou mais de 1.200 inovações técnicas de 18 grupos globais de automóveis, a Ford também foi eleita a Marca de Volume Mais Inovadora.
 
Além de ser um dos carros mais vendidos do mundo, com mais de 13 milhões de unidades, o Ford Focus é referência global em dirigibilidade e segurança no segmento de veículos médios. Entre outros reconhecimentos, foi o primeiro carro produzido na América do Sul a receber a classificação máxima de cinco estrelas nos testes de impacto do Latin NCAP.
 
“Os novos sistemas de assistência ao motorista do Focus contribuem para uma viagem mais segura, eficiente, econômica e conectada, dentro da proposta de democratização do acesso à tecnologia. Eles representam um grande avanço, especialmente considerando que vai oferecer essas inovações num segmento de volume do mercado sul-americano”, disse Marcio Alfonso, diretor de Engenharia da Ford.
 
Reginaldo Leme, jornalista especializado em automobilismo, participou do seminário  falando sobre a evolução da segurança nos automóveis, para a qual as competições sempre serviram de laboratório.”Como exemplo dessa evolução, basta lembrar que no tempo de Ayrton Senna ainda nem havia internet. O desenvolvimento do carro dependia quase que exclusivamente da sensibilidade do piloto. Hoje, a telemetria dá todos os parâmetros do carro em tempo real”, disse. “Essa e várias outras tecnologias, como os sistemas de injeção, turbo, freio ABS, controle de tração e paddle shift, são exemplos de desenvolvimentos feitos para as pistas que depois chegaram aos carros de rua.”
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz do Brasil é premiada por iniciativas de diversidade

Seguindo estratégia global da Daimler, Companhia valoriza as diferenças e fortalece a cult…