Home Notícias Emplacamentos mantêm a trajetória de recuperação sobre 2020

Emplacamentos mantêm a trajetória de recuperação sobre 2020

0

Entre todos os segmentos automotivos, os caminhões vêm apresentando melhor recuperação durante a pandemia

De acordo com dados divulgados pela FENABRAVE – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, em agosto, os emplacamentos de veículos, considerando todos os segmentos automotivos, tiveram retração de 4,97%, na comparação com julho, em função da falta de insumos e componentes na indústria, que impede a regularização da produção em todos os segmentos. No acumulado do ano, no entanto, o setor segue em trajetória de recuperação, com alta de 27,83% sobre os oito primeiros meses do ano passado.

Se comparado aos demais meses de agosto, da série histórica, desde 1957, agosto de 2021 está na 15ª colocação do ranking.

As projeções da FENABRAVE, para todo o setor em 2021, se mantêm inalteradas, na expectativa de um crescimento geral de 13,6% sobre 2020.

Automóveis e Comerciais leves

A dificuldade na obtenção de peças e componentes segue como o principal entrave para um melhor desempenho destes segmentos, fazendo com que o consumidor tenha de esperar mais pela entrega dos veículos.

Atualmente, o índice de aprovação de crédito, pelos bancos, é de 6,8 cadastros a cada 10 enviados. Em agosto, as vendas de elétricos e híbridos representaram 2,44% dos emplacamentos destes segmentos, com um total de 3.875 veículos comercializados.

A FENABRAVE projeta crescimento de 10,7% para automóveis e comerciais leves em 2021.

Caminhões

Em ótimo momento, o segmento teve o 4º melhor mês de agosto, desde o início da série histórica, em 1957, e vem se destacando na recuperação do mercado.
Entre janeiro e agosto/2021, foram comercializados 82.189 caminhões novos, num resultado abaixo, apenas, do registrado em 2014, quando foram emplacadas 87.789 unidades, no mesmo período.

Em função dessa falta de insumos, o segmento opera com agendamento de entregas a partir de 2022. As projeções da entidade apontam para um aumento de 30,5% na comercialização de caminhões novos este ano.

Ônibus

Apesar da melhora nos números de emplacamentos de ônibus em agosto, para o Presidente da FENABRAVE, ainda não se pode afirmar que o segmento vive um momento de retomada, significativa, das vendas.

A FENABRAVE estima crescimento de 10,6% para este segmento em 2021.

Motos

De acordo com o Presidente da FENABRAVE, cerca de 55% das vendas de motocicletas se destinam ao uso comercial, o que prova a consolidação deste tipo de veículo para transporte de mercadorias. Além disso, muitas pessoas têm optado pela compra da motocicleta como opção econômica para deslocamento individual, em substituição ao transporte público, tanto para trabalho como para o lazer.

Com relação ao crédito, as instituições financeiras vêm mantendo boa oferta e o índice de aprovação é de 4,7 propostas para cada 10 enviadas.
As projeções, para os emplacamentos de motocicletas, se mantêm em um aumento de 16,2%, em 2021, sobre 2020.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias

Deixe uma resposta

Veja também

Volkswagen anuncia atualizações remotas de software modelos ID.

Marca segue se transformando numa provedora de mobilidade orientada por software A Volkswa…