Empregados da Volkswagen do Brasil doaram mais de R$ 387 mil a quatro instituições beneficentes localizadas no entorno das quatro fábricas da empresa no País: São Bernardo do Campo (SP), Taubaté (SP), São Carlos (SP – fábrica de motores) e São José dos Pinhais (PR). Desse total, R$ 175.424,56 equivalem às doações de empregados da fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo, para o Centro Cultural Afro-brasileiro Francisco Solano Trindade, no município.
Empregados da fábrica de Taubaté doaram R$ 120.665,58 para o Projeto Esperança São Pedro Apóstolo, na cidade. Na fábrica de São José dos Pinhais, empregados doaram R$ 75.399,20 ao Patronato Santo Antônio, no município. Empregados da fábrica de motores de São Carlos doaram R$ 15.943,57 à Acorde (Associação de Capacitação, Orientação e Desenvolvimento do Excepcional), localizada na cidade.
Programa “Uma Hora para o Futuro”
A quantia é referente a doações arrecadadas em 2014 por meio do programa “Uma Hora para o Futuro”, criado pelo Comitê Mundial dos Trabalhadores da Volkswagen, que tem apoio da empresa e conta com a participação de seus trabalhadores. O programa “Uma Hora para o Futuro” convida os empregados a doarem o valor equivalente a uma hora de trabalho no ano em favor de projetos sociais realizados em suas comunidades. 
“O programa ‘Uma Hora para o Futuro’ incentiva a participação dos empregados da Volkswagen na construção de um mundo cada vez melhor. A participação é voluntária e os que contribuíram com o programa tiveram a oportunidade de colaborar com a defesa dos direitos da criança e do adolescente. O resultado positivo, nós podemos conferir ao visitar as instituições beneficiadas. Além da contribuição dos empregados, é importante ressaltar o empenho dos coordenadores dos projetos em cada uma das fábricas. Todos estão de parabéns!”, afirma o vice-presidente do Comitê Mundial dos Trabalhadores da Volkswagen, Valdir Freire Dias (Chalita).
Conheça as instituições beneficiadas
Centro Cultural Afro-brasileiro Francisco Solano Trindade, de São Bernardo do Campo
O Centro Cultural Afro-brasileiro Francisco Solano Trindade, de São Bernardo do Campo, que recebeu a doação de R$ 175.424,56 de empregados da fábrica Anchieta, localizada na cidade, tem sua sede no Jardim Maria Cecília. A instituição oferece diversas oficinas culturais, entre as quais de percussão; instrumentos de corda, como violão, guitarra e cavaquinho; de capoeira, de danças típicas brasileiras e africanas, além de manifestações folclóricas. 
Projeto Esperança São Pedro Apóstolo, de Taubaté
O Projeto Esperança São Pedro Apóstolo, que recebeu a doação de R$ 120.665,58  dos empregados da fábrica de Taubaté, beneficia aproximadamente 600 pessoas, oferecendo atividades culturais, esportivas, aulas de inglês, informática, oficinas profissionalizantes e atendimentos sociais, além de biblioteca e brinquedoteca.
Segundo a presidente da instituição, Ivete Almeida, “a contribuição dos empregados da Volkswagen é fundamental para o desenvolvimento das atividades sociais, educacionais e esportivas realizadas pela instituição nos últimos anos”.
Patronato Santo Antônio, de São José dos Pinhais
O Patronato Santo Antônio, que recebeu a doação de R$ 75.399,20 de empregados da fábrica de São José dos Pinhais, oferece cursos profissionalizantes, atividades culturais, esportivas e socioeducativas a mais de 700 crianças e jovens. A quantia será investida na melhoria da infraestrutura do espaço onde são ministrados os cursos de qualificação profissional.  A instituição existe há 66 anos.
Há quatro anos, o Patronato Santo Antônio é beneficiado pelo programa “Uma Hora para o Futuro”. Os recursos ajudaram a financiar a implantação de cursos profissionalizantes como Mecânica Industrial, Auxiliar de Linha de Produção, Ferramentaria e Auxiliar Administrativo e de Produção Industrial. As aulas são ministradas em parceria com o SENAI, sendo um total de 93 vagas. “A iniciativa é uma maneira de garantir a permanência dos jovens na instituição por mais tempo e proporcionar qualificação profissional adequada. O objetivo do Patronato Santo Antônio é investir em ações que proporcionem às crianças e aos jovens melhorias efetivas em suas vidas. Queremos ajudar a formar cidadãos melhores”, afirmou o assessor da diretoria do Patronato, Euclides Nora.
Acorde (Associação de Capacitação, Orientação e Desenvolvimento do Excepcional), de São Carlos
Empregados da fábrica de motores de São Carlos doaram R$ 15.943,57 à Acorde (Associação de Capacitação, Orientação e Desenvolvimento do Excepcional), no município. A instituição atende cerca de 30 alunos, que participam de atividades de fonoaudiologia, terapia ocupacional, pedagogia, educação física e fisioterapia. Além de outras atividades, como artesanato e música; também participa de projetos de pesquisa e extensão em parceria com a UFSCar.
A Acorde foi fundada em 1988 por um grupo de mães que buscava atendimento especializado para seus filhos, portadores de necessidades educacionais especiais. Desde então, a Acorde trabalha em prol do desenvolvimento de seus alunos, aprimorando capacidades e incentivando a independência e a inclusão social. Um dos objetivos é capacitá-los para o mercado de trabalho.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ford anuncia Bronco, Mustang Mach 1 e Ranger Black no Brasil em 2021

Além da chegada do Bronco, Mustang Mach 1 e Ranger Black no próximo ano, a Ford confirmou …