Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 4763/16, do deputado Aureo (SD-RJ), que permite dedução de 150% no imposto de renda do valor investido em pesquisa com veículos, de passageiros ou carga, movidos a gás.
O benefício fiscal será destinado à empresa tributada pelo lucro real, será válido até 2020 e ficará limitado a 60% do conjunto de deduções e a 4% do total de imposto devido. Pela proposta, o controle sobre esse incentivo deverá ser mantido em separado na contabilidade.
A concessão do benefício será dada após habilitação de projeto junto ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e do atendimento às condições fixadas pela Secretaria da Receita Federal.

Economia
Segundo Aureo, o gás natural veicular gera economia de 66%, sendo indicado para quem roda mais de mil quilômetros por mês, como taxistas. Até 2012, o Brasil possuía 2 milhões dos 17 milhões de veículos a gás em circulação no mundo. “O gás promove vida mais longa aos equipamentos e menor custo de manutenção. Em veículos de transporte de passageiros e caminhões, pode produzir economia de até 70%”, estima Aureo.
Para atender ao disposto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF, Lei Complementar 101/00), o Executivo estimará o montante da renúncia fiscal e deverá incluir a informação na proposta orçamentária.
 
Fonte: Agência Câmara Notícias
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Executivas assumem novas funções de liderança em áreas estratégicas da Fiat Chrysler Automóveis na América Latina

Cristiani Campos assume Diretoria de Desenvolvimento de Novos Negócios; Cristiane Paixão a…