O combustível derivado de cana de açúcar apresentou queda nos preços no Rio Grande do Norte (R$ 2,65) e em Alagoas (R$ 2,53). São Paulo teve a maior taxa de aumento no mês, de 5%, elevando o a média do álcool de R$ 1,95 para R$ 2,05. Acre segue como o estado com o custo por litro mais caro do país (R$ 3,03).
Segundo balanço do IPTC (Índice de Preço Ticket Car), o etanol custou, em média, R$ 2,54/L em janeiro, com acréscimo de 1% em relação a agosto, quando o preço teve média de R$ 2,51/L.
A gasolina aumentou em 3,1% a média em relação a agosto, encerrando janeiro a R$ 3,20/L. Entre os estados que apresentaram melhores preços para abastecer com gasolina estão Paraíba (R$ 3,02), Piauí e Paraná (R$ 3,06).
São Paulo é o único estado do país em que o custo médio por litro da gasolina está abaixo dos três reais (R$ 2,99). O Acre tem custo mais elevado do derivado de petróleo (R$ 3,53).
 
Para os consumidores que têm carro flex e preferem conferir caso a caso, o ideal é fazer o cálculo do combustível dividindo o preço do etanol pela gasolina. Se o resultado for menor ou igual a 0.70, é vantajoso abastecer com etanol. Se o resultado for maior, compensa economicamente abastecer com gasolina.
O Ticket Car consulta mais de 14 mil pontos credenciados à rede, em 26 Estados brasileiros e no Distrito Federal. Abaixo tabela para consulta em cada região.
 
O Diesel e o Diesel S-10 custaram em média R$ 2,75 e R$ 2,79, respectivamente. Já o Gás Natural custou em média R$ 2,04 m³.
 
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Equipe Mercedes-EQ de Fórmula E começa sua segunda temporada no próximo fim de semana

Neste final de semana a Equipe Mercedes-EQ inicia a sua segunda temporada na categoria Em …