Desta vez, expedicionários vão ter como companheira de aventura as versões produzidas na Argentina da picape da Nissan

Reconhecida nacionalmente e internacionalmente pela sua proposta atrevida, a Expedição Nissan vai voltar às estradas do Brasil no fim deste mês. O conceito segue o mesmo da primeira edição do projeto, realizada em 2017 e 2018: o compromisso da Nissan de estar cada vez mais presente no dia a dia dos brasileiros, unindo os produtos da marca com ações que contribuam com o país. Não é um passeio para falar do produto, mas uma expedição temática para contribuir com a divulgação de patrimônios e aspectos históricos, culturais e naturais do Brasil.

A nova edição da Expedição Nissan vai percorrer estradas e trilhas com um novo tema. Se na primeira o foco foram as pinturas rupestres, agora os expedicionários irão seguir na “Rota dos Patrimônios do Brasil”. Mas as características que tornaram o projeto um sucesso para a divulgação das riquezas do país estão todas mantidas: além de irem aos locais que ressaltam o tema do projeto, há o acompanhamento de pesquisadores e especialistas em cada lugar e também imersão na rica cultura e tradições das regiões por onde passa a frota de picapes Nissan Frontier.

Outra novidade está exatamente ligada à Nissan Frontier. A expedição que vai começar será formada por uma frota de 15 picapes produzidas na fábrica de Córdoba, na Argentina, que têm ainda mais versões, equipamentos e evoluções mecânicas e de projeto em comparação aos modelos usados na edição anterior, que eram importados do México. A Nissan Frontier é mais do que força, por isso uma combinação de tecnologias permite extrair o máximo em desempenho no fora-de-estrada e garantir uma condução confortável, fundamental para superar os longos trechos percorridos pela expedição.

A primeira etapa será na região Sul do país, o que também é inédito para o projeto, já que na primeira edição esta foi a única região que a frota não visitou. A “Expedição Nissan: Na Rota dos Patrimônios do Brasil” vai começar no dia 25 de novembro.

“Com a primeira Expedição Nissan, fomos além do que imaginávamos e ficamos muito empolgados com a contribuição que conseguimos, com ajuda dos nossos convidados, para a divulgação de vários locais emblemáticos do Brasil. Ficou inevitável voltarmos à estrada. Ainda existem pontos importantes de nossa história, e o trabalho de muitos brasileiros, que podemos ajudar a ser mais conhecidos pela população geral. Poderíamos mostrar nossos produtos de outra maneira, mas acreditamos que podemos fazer isso também realmente apoiando a nossa história e cultura”, afirma Rogério Louro, diretor de Comunicação Corporativa da Nissan do Brasil.

O conceito diferenciado, que valoriza a divulgação histórica e cultural e destaca o dia a dia das regiões visitadas, ao mesmo tempo que garante uma experiência real de condução de um veículo, fez a Expedição Nissan receber inúmeros reconhecimentos, como o Prêmio Aberje 2018, na categoria Eventos, e Certificate of Excellence do SABRE Awards Latin America 2018. E o livro que resume a primeira edição do projeto acaba de receber o Prêmio Aberje 2019 na categoria Publicação Especial.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias

Veja também

Mercedes-Benz comemora 55.555 ônibus urbanos da linha Citaro produzidos

Veículo de número 55.555 é um eCitaro que representa tecnologia mais inovadora da família …