Os funcionários da fábrica britânica MINI em Oxford celebraram na última terça-feira (26) 15 anos de operação. Após a integração da marca ao BMW Group, o primeiro MINI fabricado na planta de Oxford saiu da linha de produção no dia 26 de abril de 2001 – um MINI Cooper Hatch vermelho com faixas, teto e retrovisores em cor branca. Desde então, mais de 2,5 milhões de automóveis MINI foram produzidos por lá, vendidos em mais de 110 países e corroborando a história de sucesso do primeiro carro pequeno do segmento premium.
 
Hoje, a fábrica de MINI em Oxford é reconhecida como um dos principais estados-de-arte entre plantas de automóveis no mundo. O número de funcionários subiu de 2.400 no início da produção para mais de 4.500 atualmente – equipe que produz cerca de 1.000 veículos por dia, em três turnos.
 
A flexibilidade na produção de diferentes modelos é um dos grandes trunfos desta planta: atualmente quatro diferentes modelos MINI são fabricados em Oxford. Cada carro é construído para realizar os desejos dos clientes, com base na vasta seleção de opcionais, pintura, cores interiores e opções de acabamento customizados, disponíveis somente entre os modelos da empresa britânica.
 
 
“A construção de 1.000 automóveis configurados individualmente a cada dia é um grande desafio que nossos funcionários dominam graças ao nível excepcional de paixão e habilidade que possuem”, confirma o gerente de planta Frank Bachmann.
 
A cidade de Oxford tem tradição de mais de um século na produção de automóveis MINI. Já em 1931, o icônico Morris Oxford, o predecessor da linha MINI, entrou em produção. Ele também foi chamado de “Bullnose” devido à forma da sua grade do radiador. O primeiro grande destaque a sair desta planta Oxford foi o Morris Minor, em 1948 e fabricado até 1971.
 
O clássico MINI foi produzido em Oxford como o Morris Mini-Minor durante o período entre 1959 e 1968. A decisão de fabricar o novo e moderno MINI em Oxford foi tomada na primavera de 2000. Após uma ampla modernização que durou apenas 13 meses, tudo estava preparado para mais uma revolução no segmento de carros pequenos. O MINI colocou em prática a produção de um modelo britânico original para o século 21. Os números de produção inicialmente previstos foram rapidamente ultrapassados e um segundo modelo MINI entrou na gama de produtos da marca. Os primeiros conversíveis MINI deixaram a fábrica de Oxford na Primavera de 2004.
 
Com a mudança de geração em outono de 2006, três locais de fabricação se integraram em um triângulo de produção de automóveis MINI nas cidades de Oxford (produção, pintura e montagem), Swindon (estamparia) e Hams Hall (construção do motor). Atividades de expansão e modernização foram realizadas na sequência tornando possível ampliar a capacidade de produção e aumentar a gama de modelos também. No total, o BMW Group investiu aproximadamente nove bilhões de reais nas fábricas da Grã-Bretanha desde 2000.
 
Em 2007, o MINI Clubman se tornou o destaque de Oxford. A versão do modelo com maior distância entre eixos, maior porta-malas e design inovador revolucionou a marca. Já a nova edição do MINI Convertible saiu da linha de produção na hora certa para o 50º aniversário da empresa. O MINI Coupé apareceu em 2011 e, um ano mais tarde, um segundo carro pequeno premium, o MINI Roadster, foi fabricado pela primeira vez em Oxford.
 
O atual line-up de modelos MINI fabricados em Oxford também oferece modelos MINI Hatch e MINI Hatch 5 portas. Além disso, a fábrica de MINI em Oxford é o local de produção exclusiva do novo MINI Clubman, com o qual a marca também está conquistando o segmento de compactos premium. O novo MINI Clubman não só é produzido com tração dianteira, mas também com ALL4 – tração nas quatro rodas.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Porsche atinge recorde de veículos entregues em um mesmo ano no Brasil

A Porsche entregou 2.130 automóveis no mercado brasileiro nos primeiros nove meses de 2020…