Baterias de alta tensão e componentes de bateria passarão a ser produzidos em três plantas do grupo na Alemanha: Dingolfing, Leipzig e Regensburg

O BMW Group está expandindo ainda mais suas capacidades de produção de powertrains elétricos na Alemanha. A partir de 2021, as células para baterias de alta tensão serão revestidas na fábrica do BMW Group em Regensburg e as baterias completas de alta tensão serão produzidas no local a partir de 2022. A empresa está investindo mais de 150 milhões de euros no local para atender à crescente produção de veículos eletrificados com baterias de alta tensão.

O novo local de produção do e-drive foi anunciado por Michael Nikolaides, chefe de planejamento e produção de motores e E-Drives, e Frank Bachmann, diretor da fábrica do BMW Group em Regensburg. “A mobilidade elétrica está impulsionando substancialmente o crescimento do BMW Group e esse desenvolvimento também se reflete em nossa produção de e-drives”, explicou Nikolaides.


Em julho, a empresa abriu o Centro de Competência para Produção de E-drives em Dingolfing e dobrou a capacidade de produção de baterias de alta tensão na BMW Brilliance Automotive com um novo centro de bateria na China. Posteriormente, em setembro, o BMW Group anunciou a produção de módulos de bateria na fábrica em Leipzig a partir de 2021. No total, o BMW Group está investindo cerca de 750 milhões de euros em suas unidades de Dingolfing, Leipzig e Regensburg para a expansão de sua capacidade de produção de componentes para veículos elétricos até 2022.

Baterias de alta voltagem são a base dessa transição

A fábrica do BMW Group Regensburg iniciou a produção de dois modelos eletrificados este ano com as versões híbridas plug-in do BMW X1 e do BMW X2. Ao mesmo tempo, a fábrica está se preparando para que, no futuro, possa responder com flexibilidade às mudanças na demanda por diferentes tipos de acionamento. “O revestimento da célula da bateria e a produção de bateria de alta voltagem desempenharão um papel fundamental nesta transição”, disse o diretor da fábrica Frank Bachmann. O revestimento das células garante ao conjunto uma maior robustez mecânica e melhor condutividade térmica. Isso permite um melhor isolamento e resfriamento das células de bateria ainda mais potentes para a quinta geração do e-drive.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias

Deixe uma resposta

Veja também

Polo Jeep alcança a marca de 350 mil Renegades produzidos

Além de ser vendido no Brasil, o modelo também é exportado para outros 12 países da Améric…