Quatro modelos produzidos pela empresa estão entre os dez mais vendidos no acumulado do ano: os Fiat Strada, Argo e Toro e o Jeep Renegade.

A Fiat Chrysler Automóveis (FCA) liderou o mercado brasileiro de automóveis e comerciais leves no mês de novembro, com 52.355 unidades emplacadas e uma participação de 24,4% nas vendas totais. Desde janeiro, as vendas da FCA somam 378.673 veículos, com 22,1% de participação e a liderança do mercado nacional.

Quatro modelos produzidos pela empresa estão entre os dez mais vendidos no acumulado do ano: os Fiat Strada, Argo e Toro e o Jeep Renegade.
Fiat lidera o mercado pelo terceiro mês consecutivo

A marca Fiat manteve a liderança do mercado brasileiro de automóveis e comerciais leves pelo terceiro mês consecutivo, ao comercializar 39.444 veículos no mês de novembro, o correspondente a 18,4% de participação de mercado. A Fiat alcançou em novembro o melhor mês de vendas desde março de 2015. A marca continua a ser a que mais cresce no mercado em comparação com 2019, registrando uma expansão 2,6 pontos percentuais de participação. No acumulado no ano, as vendas superam as 282 mil unidades.

A Fiat se destacou no segmento de picapes, com 51,4% de participação de mercado, no segundo melhor desempenho histórico de seus produtos. A Fiat Strada continua com desempenho consistente no segmento, fechando mais um mês na liderança.

O bom desempenho abrange também os hatchs. O Fiat Argo segue colhendo resultados consistentes no segundo semestre de 2020, com 13,2% de participação no segmento e posicionando-se entre os dez veículos mais vendidos no Brasil no ano. As vendas acumuladas de Argo e Mobi somam cerca de 99 mil unidades no ano.

Herlander Zola, diretor do brand Fiat para a América Latina e operações comerciais Brasil, atribui o bom desempenho ao criterioso posicionamento dos produtos em sintonia com os movimentos de mercado e ao crescente reconhecimento do valor da marca. “Estamos reposicionando com sucesso a marca Fiat, para torna-la cada vez mais conectada às tendências e expectativas dos consumidores”, destaca Zola.

Jeep acelera as vendas

A marca Jeep continuou a acelerar suas vendas em novembro, com 12.709 unidades emplacadas, o equivalente a 5,9% de participação de mercado. Com este resultado, as vendas no acumulado do ano superaram as 95 mil unidades desde janeiro, consolidando a Jeep na oitava posição do ranking brasileiro de vendas.

O grande destaque da marca no mês foi o Jeep Renegade, que liderou o segmento de SUVs com 6.544 unidades vendidas. No acumulado do ano, o modelo soma 48.989 unidades vendidas, enquanto o Jeep Compass registra 46.004 vendas.

Tânia Silvestri, diretora do brand Jeep para a América Latina e de operações comerciais Brasil, observa que o mercado reagiu muito bem ao lançamento do Renegade Moab. “Ampliamos as possibilidades de escolha de nossos clientes e a resposta foi muito positiva”, disse. “A marca Jeep é cada vez mais aspiracional e está fortemente conectada com o consumidor”, acrescenta.

O Renegade alcançou a marca de 350 mil unidades produzidas no Polo Automotivo Jeep. Símbolo da presença da Jeep no Brasil, além de ser vendido no mercado nacional, ele também é exportado para outros 12 países da América Latina, como Argentina, Uruguai e Chile. Foi o primeiro modelo a ser fabricado no Polo Automotivo Jeep, em Pernambuco, inaugurado em abril de 2015.

“O Renegade é um carro que tem uma simbologia especial. Ele chegou com a herança legítima do autêntico Willys, com o design icônico que apresentou a marca Jeep há quase 80 anos, e é o modelo que ajudou a consolidar de forma determinante a Jeep no Brasil”, destaca Tânia Silvestri.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Loopster evolui para Renault On Demand

Renault On Demand é mais uma inovadora solução de mobilidade da Renault para o mercado bra…