O volume de financiamentos de veículos no Brasil somou 1.167.070 unidades no terceiro trimestre do ano, queda de 11,8% em relação ao mesmo período de 2015. Desse total, entre autos leves, motos e pesados, foram financiados 431.698 veículos novos, recuo de 25,3%, ante o terceiro trimestre do ano passado, e 735.372 usados, baixa de 1,2%, na mesma base de comparação.
Em setembro, as vendas a crédito de veículos atingiram 368.937 unidades, queda de 12,6% em relação ao mesmo mês do ano passado. Veículos novos somaram 132.181 unidades, enquanto os usados totalizaram 236.756.
O levantamento é da Unidade de Financiamentos da Cetip, que opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG), base integrada de informações que reúne o cadastro das restrições financeiras de veículos dados como garantia em operações de crédito em todo o Brasil. O SNG impede que o processo de financiamento de veículos seja suscetível a fraudes sistêmicas.
Apesar de também estar em queda no trimestre, o desempenho dos financiamentos de usados foi superior às unidades novas. Enquanto as vendas a crédito de veículos novos recuaram 25,3%, em relação terceiro trimestre de 2015, as de usados apresentaram baixa de 1,2%.
Considerando apenas os automóveis leves, foram financiados 266.709 autos leves novos no terceiro trimestre de 2016, queda de 25,1% na comparação com o mesmo período do ano passado. Já as vendas a prazo de carros usados totalizaram 675.750 unidades, recuo de 0,9% na mesma base de comparação.
Entre as faixas etárias dos autos leves, a de 9 a 12 anos de uso apresentou alta de 18,9% no terceiro trimestre do ano, na comparação com o mesmo período de 2015, com 83.064 unidades financiadas. A outra faixa que mostrou crescimento foi a de 4 a 8 anos, que avançou 1,4%, na mesma base de comparação, com 360.828 unidades vendidas a crédito.
Entre as modalidades de financiamento, a participação do CDC nas vendas financiadas passou de 80,6% para 80,8% no terceiro trimestre de 2016, em relação ao mesmo período do ano passado. A modalidade continua sendo a mais utilizada pelos consumidores. No período, foram vendidos a prazo 943.137 veículos por meio do CDC, recuo de 11,5% em relação ao mesmo período de 2015.
O prazo médio de financiamento de autos leves novos e usados se manteve em 41 meses no terceiro trimestre, em relação ao mesmo período de 2015.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Bom funcionamento do alternador evita problemas na bateria sob uso diurno dos faróis

Veículos sem operação automática, ou desprovidos do sistema de alerta, requerem a atenção …