Mês registra mais de 526 mil unidades – incluindo auto leves, motos e pesados, novos e usados – compradas a crédito; alta foi puxada pelos financiamentos de usados

As vendas financiadas de veículos em novembro de 2019 somaram 526 mil unidades, entre novas e usadas, incluindo autos leves, motos e pesados. Esse número representa um aumento de 8,7% em relação a novembro de 2018 e engloba veículos novos e usados em todo o País. Desse total, 187,9 mil representam veículos novos – 4,6% a mais do que em novembro do ano passado – e 338,1 mil, de usados, alta de 11,1% na mesma base de comparação.

Considerando apenas autos leves, os financiamentos de usados cresceram 10,8% em novembro na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Já os financiamentos de autos leves 0km tiveram leve queda de 0,9%, na mesma base de comparação.

Os números são da B3, que opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG), a maior base privada do País, que reúne o cadastro das restrições financeiras de veículos dados como garantia em operações de crédito em todo o Brasil.

Entre os automóveis leves, as vendas a crédito de zero quilômetro atingiram 113,5 mil unidades em novembro de 2019, queda 0,9% sobre novembro de 2018; já as vendas financiadas de leves usados registraram crescimento de 10,8% na mesma base de comparação e somaram 309,9 mil unidades.

O total de financiamentos de veículos – incluindo autos leves, motos e pesados, novos e usados – realizados em novembro atingiu o maior volume para o mês desde 2014, quando foram vendidas a crédito 526.064 unidades.

O CDC continua sendo a categoria de financiamento mais utilizada pelos consumidores, com 89,3% de participação. O Consórcio apresentou queda de -9,6%, com share de 9,7% na preferência dos consumidores em novembro, na comparação com o mesmo mês de 2018. O share de participação dos Consórcios no universo de financiamentos em outubro de 2019 foi de 11,7% do total.

Em relação a faixa de uso, entre todos os leves comercializados a crédito em novembro de 2019, 113.502 são zero quilômetro, 7 4.126 têm até três anos de uso e 152.029 de unidades somam entre quatro e oito anos de uso.

O prazo de financiamentos para automóveis leves aumentou em relação a novembro de 2018, para 43,1 meses. O maior prazo para c rédito foi observado entre os autos seminovos até 3 anos de uso, com 45,4 meses.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Qualidade da gasolina pode interferir no consumo do automóvel

Queda no preço da gasolina pode fazer com que antigos problemas nas velas de ignição retor…