A Ford Caminhões lançou um novo plano de manutenção para os modelos de aplicação rodoviária da linha Cargo, que amplia para 50.000 km o intervalo das revisões. A novidade é mais um aprimoramento para aumentar a rentabilidade do transportador, reduzindo o custo por quilômetro rodado com a troca de óleos, filtros e outros itens, desenvolvido pela área de pós-vendas da marca.
Essa ampliação é resultado de um trabalho contínuo desenvolvido pela Ford junto com a Cummins, fabricante dos motores da linha Cargo, para a redução do custo operacional dos caminhões. “Basta lembrar que, em 2014, os mesmos modelos tiveram o intervalo de manutenção ampliado de 25.000 para 40.000 km. Ou seja, em menos de dois anos conseguimos dobrar o intervalo de manutenção destes caminhões – de 25.000 para 50.000 km”, diz Wilson Vasconcellos, gerente de Pós-Vendas da Ford Caminhões.
 
Os modelos que tiveram o intervalo de manutenção estendido são: Cargo 1723, Cargo 1729, Cargo 2423 e Cargo 2429 para aplicação rodoviária, produzidos a partir de outubro de 2016. Para a adoção do novo plano foi realizado um programa de validação que incluiu a análise contínua de amostras de óleos e filtros e mais de 500.000 km de testes em estradas e no Campo de Provas da Ford em Tatuí, no interior paulista.
Vale destacar também que esse avanço foi obtido sem a necessidade de mudança da especificação do lubrificante do motor, que continua sendo o óleo mineral 15W40, de baixo custo e grande disponibilidade no mercado.
“É mais uma vantagem dos caminhões Cargo, que são continuamente aperfeiçoados para oferecer os menores custos operacionais e de manutenção, com preço de peças competitivo”, completa Vasconcellos.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Land Rover comemora liderança de mercado com SUVs premium grandes em 2020

No segmento, a marca representou 31,3% de mercado no ano de 2020, mais de 10 pontos acima …