\"\"

 
A Ford anunciou a introdução de uma nova tecnologia de detecção de pedestres em sua linha, que ajuda a evitar ou reduzir a gravidade de atropelamentos. O primeiro carro a contar com esse sistema avançado de segurança é o novo Mondeo – nome dado ao Fusion nos mercados da Ásia e Europa –, com lançamento este ano na Europa.
 
A detecção de pedestres faz parte do sistema de assistência de pré-colisão da Ford, que atua em velocidades de até 80 km/h. Ela detecta se há pessoas na pista ou que podem atravessar o caminho do veículo e aplica automaticamente os freios se o motorista não responder aos alertas. Um vídeo ilustrativo pode ser visto neste link: http://www.youtube.com/watch?v=pCl5op93E_s&feature=youtu.be
 
O sistema recebe informações geradas por uma câmera instalada no para-brisa e um radar no para-choque, que escaneiam até 200 metros do espaço à frente. As imagens então são comparadas com um banco de dados de "formas de pedestres" para diferenciar as pessoas dos objetos normalmente encontrados na beira das ruas e estradas.
 
Se um pedestre é detectado à frente e uma colisão é iminente, o motorista primeiro recebe um aviso sonoro e visual. Se ele não responder, o sistema prepara os freios para uma atuação rápida, reduzindo a distância entre as pastilhas e os discos, e depois aplica os freios automaticamente. O sistema foi testado em circuito fechado com manequins em tamanho natural e passou por meses de aperfeiçoamento em estradas de todo o mundo para verificar a sua confiabilidade.
 
"Os testes em condições reais foram cruciais. Existem pedestres de todas as formas e tamanhos e com um número infinito de posturas", diz Gregor Allexi, engenheiro de segurança ativa da Ford Europa. "Rodamos mais de 500.000 quilômetros para garantir que o sistema fosse testado na maior variedade possível de pessoas e situações."
 
Recursos inovadores
 
A tecnologia de radar permite outros dois recursos para o motorista: a indicação de distância, que informa o intervalo de tempo em relação ao veículo da frente, e o piloto automático adaptativo, que mantém automaticamente a distância selecionada.
 
Já a câmera dianteira é usada pelo sistema de manutenção na faixa, que aplica um torque na direção para trazer o carro de volta à pista se for detectado um desvio não intencional, e também pelo sistema de reconhecimento de sinais de trânsito, que informa ao motorista o limite de velocidade e outras marcações na via.
 
Outra tecnologia inovadora que estreia no Mondeo são os faróis “full-LED” adaptativos, com intensidade similar à luz do dia e sete tipo de variação do facho, de acordo com a velocidade do veículo, condições de luz ambiente, ângulo da direção, distância do veículo da frente e uso do limpador de para-brisa.
 
Ele também será o primeiro modelo da Ford a ter uma versão híbrida produzida na Europa, além de novos motores a diesel e gasolina. O motor diesel 2.0 TDCi será disponível em versões de 150, 180 e 210 cv – este último com duplo turbo sequencial. Outra opção diesel é o 1.6 ECOnetic, focado em baixo consumo e emissões. As versões a gasolina incluem os novos EcoBoost 1.0, de 125 cv, e EcoBoost 1.5, de 160 cv, além do EcoBoost 2.0 de 203 ou 240 cv.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 \"\"

 
A Ford anunciou a introdução de uma nova tecnologia de detecção de pedestres em sua linha, que ajuda a evitar ou reduzir a gravidade de atropelamentos. O primeiro carro a contar com esse sistema avançado de segurança é o novo Mondeo – nome dado ao Fusion nos mercados da Ásia e Europa –, com lançamento este ano na Europa.
 
A detecção de pedestres faz parte do sistema de assistência de pré-colisão da Ford, que atua em velocidades de até 80 km/h. Ela detecta se há pessoas na pista ou que podem atravessar o caminho do veículo e aplica automaticamente os freios se o motorista não responder aos alertas. Um vídeo ilustrativo pode ser visto neste link: http://www.youtube.com/watch?v=pCl5op93E_s&feature=youtu.be
 
O sistema recebe informações geradas por uma câmera instalada no para-brisa e um radar no para-choque, que escaneiam até 200 metros do espaço à frente. As imagens então são comparadas com um banco de dados de "formas de pedestres" para diferenciar as pessoas dos objetos normalmente encontrados na beira das ruas e estradas.
 
Se um pedestre é detectado à frente e uma colisão é iminente, o motorista primeiro recebe um aviso sonoro e visual. Se ele não responder, o sistema prepara os freios para uma atuação rápida, reduzindo a distância entre as pastilhas e os discos, e depois aplica os freios automaticamente. O sistema foi testado em circuito fechado com manequins em tamanho natural e passou por meses de aperfeiçoamento em estradas de todo o mundo para verificar a sua confiabilidade.
 
"Os testes em condições reais foram cruciais. Existem pedestres de todas as formas e tamanhos e com um número infinito de posturas", diz Gregor Allexi, engenheiro de segurança ativa da Ford Europa. "Rodamos mais de 500.000 quilômetros para garantir que o sistema fosse testado na maior variedade possível de pessoas e situações."
 
Recursos inovadores
 
A tecnologia de radar permite outros dois recursos para o motorista: a indicação de distância, que informa o intervalo de tempo em relação ao veículo da frente, e o piloto automático adaptativo, que mantém automaticamente a distância selecionada.
 
Já a câmera dianteira é usada pelo sistema de manutenção na faixa, que aplica um torque na direção para trazer o carro de volta à pista se for detectado um desvio não intencional, e também pelo sistema de reconhecimento de sinais de trânsito, que informa ao motorista o limite de velocidade e outras marcações na via.
 
Outra tecnologia inovadora que estreia no Mondeo são os faróis “full-LED” adaptativos, com intensidade similar à luz do dia e sete tipo de variação do facho, de acordo com a velocidade do veículo, condições de luz ambiente, ângulo da direção, distância do veículo da frente e uso do limpador de para-brisa.
 
Ele também será o primeiro modelo da Ford a ter uma versão híbrida produzida na Europa, além de novos motores a diesel e gasolina. O motor diesel 2.0 TDCi será disponível em versões de 150, 180 e 210 cv – este último com duplo turbo sequencial. Outra opção diesel é o 1.6 ECOnetic, focado em baixo consumo e emissões. As versões a gasolina incluem os novos EcoBoost 1.0, de 125 cv, e EcoBoost 1.5, de 160 cv, além do EcoBoost 2.0 de 203 ou 240 cv.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz lança campanha para mostrar ações de combate ao Coronavírus nos ônibus

Sob o mote “Vá de ônibus. Vá seguro”, clientes e parceiros da Empresa poderão divulgar açõ…