\"\" 

 
A Ford e a Intel estão desenvolvendo um projeto conjunto de pesquisa para explorar novas possibilidades da aplicação de câmeras dentro dos veículos. Essa tecnologia pode trazer funcionalidades inéditas para o motorista e os passageiros, como, por exemplo, permitir que o veículo identifique o proprietário por meio de um software de reconhecimento facial, ou ter acesso a imagens de dentro do carro pelo smartphone.
 
O projeto Mobile Interior Imaging, também chamado de Projeto Mobii, pesquisa como as câmeras internas podem ser integradas à tecnologia de sensores e dados já existentes, criando uma interação mais personalizada e contínua entre o motorista e o veículo.
 
"Nosso objetivo com a pesquisa Mobii é explorar como os motoristas interagem com a tecnologia no carro e como podemos tornar essa interação mais intuitiva e preditiva", diz Paul Mascarenas, diretor técnico e vice-presidente de Pesquisa e Inovação da Ford. "O uso de imagens internas, no momento, é puramente pesquisa. Porém, o conhecimento que estamos obtendo nos ajudará a moldar a experiência do cliente no longo prazo."
 
Hoje, a Ford usa câmeras externas nos veículos em equipamentos de assistência ao motorista, como o auxiliar de manutenção na faixa e o alerta de saída de faixa. A pesquisa Mobii explora novas aplicações para câmeras internas, incluindo a autenticação do motorista. O uso de um software de reconhecimento facial permite identificar diferentes motoristas e ajustar automaticamente as configurações do veículo às suas preferências pessoais.
 
Como líder reconhecida em tecnologia e inovação, a Intel compreende os desafios que as montadoras estão enfrentando e é uma parceira comprometida na exploração dessa oportunidade sem precedentes", diz Doug Davis, vice-presidente do Grupo Internet das Coisas da Intel. "O Projeto Mobii é um grande exemplo da parceria entre a Intel e a Ford para a criação de uma experiência de direção mais segura e conectada."
 
Privacidade e controle dos pais
 
Ao entrar no veículo, o motorista é autenticado pelo Mobii através de uma câmera com software de reconhecimento facial. A experiência de direção então é personalizada, exibindo informações específicas para esse motorista, como agenda, música e contatos. Se o sistema detecta um passageiro no carro, o modo de privacidade é ativado para exibir apenas a navegação.
 
Se o Mobii não reconhece o motorista, uma foto é enviada para o smartphone do proprietário do veículo, que pode definir permissões e os recursos que devem ser ativados ou não. Se o motorista é o filho do proprietário, por exemplo, o sistema pode ser programado para automaticamente exigir o uso do cinto de segurança, limitar a velocidade, o volume do áudio e o uso do telefone celular enquanto estiver dirigindo.
 
Há também a possibilidade de usar um software de reconhecimento de gestos para uma comunicação intuitiva com o motorista. Uma combinação de gestos naturais e comandos de voz pode simplificar tarefas como ajustar o ar-condicionado ou abrir e fechar o teto solar.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Executivas assumem novas funções de liderança em áreas estratégicas da Fiat Chrysler Automóveis na América Latina

Cristiani Campos assume Diretoria de Desenvolvimento de Novos Negócios; Cristiane Paixão a…