Gerenciado pelo Ford Fund, o Corpo de Voluntários da Ford é uma rede global de empregados e aposentados da Ford que já dedicaram mais de 1,4 milhão de horas a serviços comunitários desde 2005.

A Ford iniciou as atividades do Mês Global do Voluntariado, programa que há 15 anos incentiva os empregados da empresa em todo o mundo a participar de serviços comunitários durante o mês de setembro. Este ano, foram criadas duas novas iniciativas para que eles possam ajudar organizações do terceiro setor e tornar a vida das pessoas melhor com segurança, em meio à pandemia de Covid-19.

Normalmente, milhares de voluntários da Ford em seis continentes participam de ações práticas nas comunidades durante o Mês Global do Voluntariado. Este ano, para manter a saúde e a segurança, em vez de plantar jardins, limpar e reformar abrigos ou abastecer despensas com alimentos, os empregados da Ford vão concentrar seus esforços em duas atividades:

• Fundos de gratidão: os empregados podem indicar uma organização sem fins lucrativos ou não governamental para receber um “subsídio de gratidão”, em reconhecimento ao trabalho realizado em resposta ao Covid-19. O Corpo de Voluntários da Ford dará subsídios de até US$ 5.000 a organizações selecionadas, indicadas por empregados, para ajudar a manter ou ampliar seus esforços no atendimento às necessidades da comunidade relacionadas à pandemia.

• Atos de gentileza: o Corpo de Voluntários da Ford incentiva os empregados a ajudar seus amigos, vizinhos ou familiares necessitados, realizando um ato de gentileza – grande ou pequeno. Seja ligando para alguém que mora sozinho, doando sangue, se voluntariando virtualmente ou realizando alguma outra ação. Aqueles que enviarem uma foto realizando a ação receberão um cartão-presente de US$ 15 – em reconhecimento ao 15º aniversário do Corpo de Voluntários da Ford – que pode ser usado para apoiar um dos milhares de projetos de caridade aprovados em mais de 160 países.

Embora a Covid-19 tenha trazido obstáculos ao trabalho voluntário presencial, ela também inspirou novas abordagens criativas para servir aos outros – não só durante o Mês Global do Voluntariado, como nos últimos cinco meses, desde o início da pandemia.

Criado em resposta aos empregados da Ford que pediram maneiras de ajudar, o programa “Covid-19 Donation Match” apoiou 47 organizações comunitárias em 20 países. Superando a meta de US$ 1 milhão, o programa arrecadou mais de US$ 633.000 em contribuições individuais, que foram complementadas por US$ 500.000 do Ford Motor Company Fund – o braço filantrópico da empresa – e contribuições pessoais do presidente executivo Bill Ford.

No Brasil, as doações foram destinadas para as Obras Sociais Irmã Dulce, instituição filantrópica que abriga um dos maiores complexos de saúde 100% gratuitos do país e atende diariamente milhares de pessoas carentes na Bahia.

Além disso, o Ford Fund criou o projeto de voluntariado virtual “Leia e Grave”, convidando voluntários da Ford a ler livros infantis em sua própria língua para as famílias ouvirem quando as escolas fecharam e adotaram o ensino à distância.

Gerenciado pelo Ford Fund, o Corpo de Voluntários da Ford é uma rede global de empregados e aposentados da Ford que já dedicaram mais de 1,4 milhão de horas a serviços comunitários desde 2005.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias

Veja também

Audi do Brasil inicia projeto piloto de carro por assinatura

Ação piloto recebe o nome de Audi Luxury Signature e será realizada em parceria com a Flee…