A linha Ford Ka atingiu 100.000 unidades emplacadas em menos de um ano, mais um marco que confirma o seu sucesso no mercado brasileiro. Desse total, cerca de 78.000 são do modelo hatch e 22.000 do sedã Ka+. Entre os fatores responsáveis pela boa aceitação do veículo estão o design, a tecnologia e conteúdo de equipamentos, o espaço interno, a eficiência dos motores 1.0 e 1.5 flex e o preço.
“O Ka chegou a 50.000 unidades em apenas cinco meses e precisou de só mais quatro para dobrar esse número. É uma conquista muito significativa e que mostra a força do produto, principalmente por ter sido alcançada em um período de queda da indústria”, diz Oswaldo Ramos, gerente geral de Marketing da Ford.
 
Com projeto liderado pela engenharia brasileira, dentro do novo conceito de carros globais da marca, o Ka trouxe diversas inovações para o segmento. Uma delas é a conectividade. A versão de entrada (SE) vem com rádio MyConnection Gen.3 com conexão USB, Bluetooth e um compartimento inédito no painel para fixação do celular, o MyFord Dock.
A partir do segundo catálogo (SE Plus), oferece o sistema SYNC com comandos de voz e controles de áudio e telefone no volante, além da Assistência de Emergência, que faz uma ligação para o SAMU em caso de acidente, e do AppLink, para acesso a aplicativos de smartphones. Controle eletrônico de estabilidade e tração e assistente de partida em rampa são outros opcionais inéditos introduzidos pelo veículo na categoria.
 
Toda a linha já vem de série com ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas com controle remoto, abertura elétrica do porta-malas e ajuste de altura da coluna de direção, além de airbag duplo e freios ABS com distribuição eletrônica e controle de frenagem em curvas.
Vencedor de todos os comparativos da imprensa, o novo motor 1.0 TiVCT 12V de três cilindros da linha é o mais potente da categoria (85 cv) e também o mais econômico com ar-condicionado. O Sigma 1.5 16V, de 110 cv, também tem Selo A de eficiência do Inmetro.
“O consumidor brasileiro está mais exigente e conectado. Com o novo Ka, a Ford conseguiu interpretar esse desejo e mudou o padrão no segmento de veículos de entrada”, completa Ramos.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

GM apresenta sua primeira picape 100% elétrica

HUMMER EV conta com potência estimada de 1.000 cv, baterias Ultium com autonomia superior …