A Ford vem difundindo em várias partes do mundo sua tecnologia de veículos na área da eletrificação, oferecendo modelos totalmente elétricos, híbridos e híbridos plug-in. Com o objetivo de mostrar as diferenças dessas propostas de veículos, a empresa preparou um guia (ver infográficos anexos) com informações sobre a autonomia e sistema de recarga da bateria e as vantagens e condições de uso que cada versão oferece.
 
A Ford anunciou recentemente um investimento de US$ 4,5 bilhões para o lançamento de 13 novos veículos elétricos até 2020. O primeiro da lista, com lançamento marcado para este ano nos Estados Unidos e na Europa, é o novo Focus Electric. O maior atrativo do modelo é um sistema de recarga ultrarrápido em 480 V, corrente contínua, que repõe 80% da energia da bateria em apenas 30 minutos, com uma autonomia estimada de 160 km.
 
No Brasil a linha é representada pelo Fusion Hybrid, carro híbrido mais vendido e líder nacional do ranking de eficiência energética do Inmetro. Na cidade de São Paulo, ele conta também com o incentivo do desconto no IPVA e isenção do rodízio municipal, válido para veículos híbridos e elétricos.
 
Tecnologia
 
•O híbrido, como o Ford Fusion Hybrid, é um veículo que combina um motor a gasolina e um motor elétrico alimentado a bateria. Ao rodar, o carro muda automaticamente entre os dois, para oferecer a melhor eficiência e desempenho.
•Já um híbrido plug-in, como o Ford C-Max Energi, é um veículo similar ao híbrido, mas com a opção de ser recarregado na tomada. Em baixa velocidade, ambos podem rodar no modo elétrico, o que significa menos paradas no posto de combustível.
•Um carro totalmente elétrico, como o Ford Focus Electric, é alimentado exclusivamente por uma bateria recarregável. Ou seja, não precisa de uma gota de gasolina e produz zero emissões de CO2.
 
 
Opções de recarga
 
•Para recarga da bateria, tanto os híbridos como os híbridos plug-in e veículos elétricos da Ford contam com o recurso da frenagem regenerativa. É uma tecnologia que capta a energia das rodas quando são usados os freios.
•Os híbridos também recarregam a bateria transformando a energia mecânica do motor a gasolina em eletricidade.
•O híbrido plug-in tem um motor a gasolina e uma bateria recarregável. A bateria é carregada de três formas: pela frenagem regenerativa, transformando a energia mecânica do motor em eletricidade e pela conexão com a rede elétrica.
•O veículo totalmente elétrico é recarregado pela tomada na rede elétrica.
•Para carregar a bateria do veículo elétrico ou híbrido plug-in, há duas opções, com uma tomada de 120 V padrão ou uma estação de carga doméstica de 240 V, para carga mais rápida. O Fusion 2017 vai adicionar uma terceira opção: a carga ultrarrápida em corrente contínua 480 V.
•O híbrido plug-in Ford C-MAX Energi pode recarregar totalmente a bateria em apenas 2,5 horas usando a estação de 240 V.
 
Tipo de uso
 
•Como usa combustível, o híbrido é indicado para viagens mais longas. A energia extra da bateria também ajuda a economizar combustível.
•O híbrido plug-in combina o melhor das duas tecnologias: pode rodar só no modo elétrico em trajetos curtos e para distâncias mais longas funciona como um híbrido comum.
•O veículo elétrico é ótimo para roteiros diários mais curtos. O Ford Focus Electric 2016 é recarregado em apenas 3,6 horas numa estação de 240 V com autonomia estimada de 122 km por carga completa.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

GM apresenta sua primeira picape 100% elétrica

HUMMER EV conta com potência estimada de 1.000 cv, baterias Ultium com autonomia superior …