A Ford produziu um vídeo (https://www.youtube.com/watch?v=2KHFnh5jKWk&feature=youtu.be) para mostrar a seleção de materiais da cabine da Nova Ranger, explicando em detalhes a resistência, durabilidade e conforto, fatores fundamentais numa picape visando ao seu uso no trabalho e no lazer. Chamados de teste de “tortura”, foram aplicados na fase de desenvolvimento e definição dos itens de acabamento para garantir o alto padrão de qualidade do modelo que chega ao mercado brasileiro no primeiro semestre deste ano.
 
Os revestimentos da Nova Ford Ranger foram criados para resistir a qualquer tipo de situação, seja no contato com lama, graxa, alimentos, batidas de ferramentas e situações que naturalmente desgastam o veículo, como viagens longas, pistas esburacadas e até a prova considerada a mais difícil para os materiais da cabine: levar as crianças para a escola.
 
 
 
Os materiais mais rígidos, como painéis de portas, passam pelo chamado teste de “arranhões com cinco dedos”, em que pontas mecânicas atritam continuamente sua superfície, com diferentes graus de força, para determinar a resistência a riscos. Na prova de arranhões, uma pequena bola com pontas de metal, semelhante a uma arma medieval, golpeia o tecido durante horas para simular o contato com chaves e outros objetos pontiagudos, como tesouras, canetas, ferramentas ou patas de animais de estimação.
 
Já os tecidos foram submetidos ao teste de “esticamento” para garantir a manutenção da sua elasticidade com o tempo de uso. A queda acidental de líquidos como café, óleo e ketchup dentro do veículo é comum no uso diário, por isso os materiais da Ranger também passam pelo teste de “limpeza”. No laboratório, eles são colocados em contato com essas e outras substâncias e, para serem aprovados, qualquer mancha precisa ser removida facilmente com produtos de limpeza doméstica. Essa fase inclui também o chamado teste de resistência “Martindale”, em que o tecido dos bancos é esfregado com calças jeans para verificar eventuais manchas.
 
Todos esses ensaios são projetados para simular anos de uso e abuso em diferentes situações. Durante o processo, centenas de materiais são rejeitados por não atender os altos padrões definidos pela equipe de engenharia e que os clientes esperam do veículo. O lançamento da Nova Ford Ranger faz parte de um ciclo global da nova picape.
 
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Nissan comemora 20 anos de uma história de sucesso no Brasil

Da importação de carros à fabricante nacional de automóveis, marca consolida sua presença …