Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

 

 
Joe Hinrichs, presidente da Ford Américas, disse à Automotive News, que a Ford aprendeu a lição dos problemáticos últimos lançamentos da companhia, como o SUV Escape e Lincoln MKZ e está modificando os procedimentos de lançamentos para detectar problemas de qualidade que prejudicaram a imagem desses veículos e evitar recalls.
 
"Fizemos uma análise completa", disse Hinrichs e estamos incorporando nova estratégia com uma série de mudanças no nosso processo de desenvolvimento e lançamento de novos modelos. Dessa forma, a Ford tentará ser muito mais pró-ativo no início do processo de desenvolvimento para identificar os problemas antes que eles apareçam.
 
As melhorias de processos, muitos colocados em prática já no primeiro trimestre, incluem:
• relatórios mensais sobre lançamentos, incluindo comparações de qualidade mais profundas com veículos concorrentes.
• Maior uso de tecnologia, incluindo simulações de computador tridimensional, para detectar possíveis problemas de qualidade anteriores.
• Contratação de engenheiros para as plantas de fornecedores para garantir que as empresas envolvidas tenham capacidade de produzir, mesmo com um aumento do ritmo de lançamentos.
 
Hinrichs admitiu que o ritmo frenético de novos lançamentos, inclusive de veículos redesenhados, lançados nos últimos dois anos, geraram tensões entre a Ford e seus fornecedores, nos Estados Unidos, num momento em que  eles estavam se recuperando da recessão. Mesmo porque “o ritmo acelerado de lançamentos continuará”, explicou o executivo e Ford e seus fornecedores precisam estar preparados.
 
A Ford, nos últimos dois anos apresentou ao mercado uma logística de lançamentos de novas plataformas globais e não apenas novos produtos. Várias fábricas americanas, praticamente, foram reconstruídas ao mesmo tempo, caso de Wayne, Michigan e Louisville.
 
O Escape e Lincoln MKZ tiveram sérios problemas no lançamento e foram criticados pelo público consumidor. Surgiram defeitos nos equipamentos de refrigeração, em 2013, que poderiam causar incêndio do motor. Por isso, a Ford pediu aos proprietários de alguns Escape, com motores EcoBoost de 1,6 litro, para deixar seus veículos na garagem, até que  reparos no mecanismo do software pudessem ser feitos para resolver o problema.
 
Por outro lado, falhas de qualidade e escassez de peças na fábrica de Hermosillo, no México, forçaram a Ford a enviar centenas de MKZ à unidade de Flat Rock, Michigan, para inspeções de qualidade e reparos.
 
Além disso, Hinrichs explicou que alguns Fusion tiveram que ser levados, também, para Flat Rock para inspeções extras e reparos. Ele não especificou os problemas, exceto para dizer que eles eram semelhantes ao do MKZ. Os carros compartilham a mesma plataforma sedan de médio porte e muitos fornecedores, e ambos são construídos na mesma linha em Hermosillo.
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Fiat Argo Sting reforça esportividade do modelo

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.Novo kit bicolor da Mopar permite…