O Ford Mustang é um dos finalistas ao prêmio de Carro Mundial do Ano 2015, enquanto o Lincoln MKC, marca que também pertence ao grupo, concorre como Carro Mundial de Luxo 2015. A indicação dos dois modelos é um reflexo da sua internacionalização. Este ano, o Mustang foi lançado pela primeira vez na Europa e na Ásia e o Lincoln MKC começou a ser vendido na China.
O júri formado por 75 jornalistas automotivos da Europa, Ásia e América do Norte selecionou na primeira lista dez concorrentes em cada categoria. A próxima etapa da premiação será no Salão de Genebra, no dia 3 de março, quando serão conhecidos os três finalistas. Os vencedores serão anunciados no Salão de Nova York, no dia 2 de abril.
Lançado pela primeira vez fora da América do Norte em seus 50 anos de história, o Mustang será vendido em 100 mercados mundiais, incluindo países que usam a direção do lado direito, como Reino Unido, Austrália e África do Sul. Além da famosa potência – com motor V8 de mais de 440 cv no modelo GT e o novo 2.3 EcoBoost de 314 cv – ele traz suspensão traseira independente e equipamentos que aprimoram a dirigibilidade e o conforto.
 
O utilitário compacto Lincoln MKC faz parte da estratégia de reinvenção e internacionalização da marca no segmento de luxo. Além de design e acabamento requintado, ele oferece equipamentos como estacionamento automático, abertura automática do porta-malas, modem embarcado para aplicativos e um serviço pós-venda premium, com atendimento diferenciado para os proprietários.
O prêmio Carro Mundial do Ano não mantém vínculo com qualquer publicação, fabricante ou organização comercial. Ele é administrado por uma organização sem fins lucrativos e destaca que seu objetivo é complementar e não competir com os prêmios nacionais e regionais existentes. Pela sua natureza, inclui alguns veículos que não estão disponíveis em todas as regiões.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Veja quem são os vencedores do Prêmio Top Car TV 2020

O Prêmio Top Car TV de 2020 foi realizado de forma virtual, devido a pandemia, da Covid-19…