A versão flex deixa de ser oferecida na linha, como reflexo da baixa procura no mercado

A Ford Ranger foi a picape média que mais cresceu em participação no mercado desde o lançamento da sua nova plataforma, em 2012, com um avanço de 70% nas vendas – de 9,4% para 16,1%, ficando em terceiro lugar no segmento.

Ao mesmo tempo, ela apresentou uma mudança positiva no mix: em 2013, 61% das vendas da linha eram formadas pelas versões de entrada e flex. Com a renovação introduzida em 2016 essa proporção se inverteu: as versões médias e de topo passaram a responder por mais de 80% das vendas.

A Ranger teve também um avanço perceptível na avaliação dos consumidores, que apontam os atributos de qualidade, prazer de dirigir, dirigibilidade, inovação, tecnologia e confiança como seus pontos fortes. Ela é hoje a picape com o menor índice de falhas do segmento e no último ano mais que triplicou as recomendações positivas nas mídias sociais, além de ser a segunda em buscas.

“Tudo isso é resultado de investimentos de milhões de dólares na qualidade do produto”, diz Maurício Greco, diretor de Marketing da Ford América do Sul. “A Ranger é um produto importante para a Ford, que é especialista em picapes. Prova disso são as melhorias introduzidas agora, todas desenvolvidas com focono consumidor, especialmente do agronegócio, que usa a picape tanto para o trabalho como para o lazer.”

A Ford Ranger 2020 conta com duas opções de motor diesel da família Duratorq, o 2.2 e o 3.2. Ela tem como versão de entrada a 2.2 XL com tração 4×4 e transmissão manual. Em seguida vem a intermediária 2.2 XLS, nas opções com tração 4×2 e transmissão automática ou 4×4 com transmissão manual ou automática. A versão topo de entrada é a 3.2 XLT, com 4×4 e automática. A de topo, 3.2 Limited, também é 4×4 automática.

A versão flex deixa de ser oferecida na linha, como reflexo da baixa procura no mercado. O segmento de picapes flex vem caindo progressivamente e hoje representa apenas 8% das vendas.

“Para o cliente da flex nós oferecemos hoje a versão XLS Diesel, que é uma opção mais inteligente com preço próximo das versões flex da concorrência”, completa Fabrizzia Borsari, gerente de Marketing Produto da Ford. “Não por acaso, a Ranger XLS é líder disparada na sua faixa de mercado.”

Outra vantagem da Ford Ranger é o menor custo de posse do segmento, considerando as revisões programadas e não programadas e peças de colisão. Ela tem ainda o seguro mais barato, com prêmio médio calculado em cerca 4% do valor do veículo, disponibilizado pelos Seguros Ford.

Evolução do segmento

O segmento de picapes tem um comportamento diferenciado dentro da indústria. De 2012 a 2018, o mercado de veículos como um todo caiu 32%,enquanto o de picapes teve um impacto menor, de 21% – de 161.469 unidades para 127.510.

O principal consumidor desses veículos é o ligado ao agronegócio. Ou seja, um profissional que tem tecnologia de ponta em tudo o que faz e busca máxima produtividade, com decisões inteligentes. Como principais requisitos ao escolher uma picape, ele valoriza a segurança, a capacidade de carga, o design, o prazer de dirigir, a robustez e o espaço interno.

“A Ford Ranger 2020 dá sequência à evolução do produto para atender ainda melhor às exigências desse cliente”, diz Fabrizzia Borsari.

A linha é disponível em sete opções de cores: vermelho Bari (sem custo adicional), branco Ártico (por R$750), prata Geada, cinza Moscou, azul Belize, vermelho Toscana e preto Gales (por R$1.600).

Versão XL

A Ford Ranger 2020 tem como versão inicial a XL cabine dupla, equipada com tração 4×4 e transmissão manual, que chega com o mesmo preço do modelo anterior, de R$132.320. Picape voltada para o trabalho, ela tem foco no custo-benefício.

Vem equipada com direção elétrica, ar-condicionado, trava elétrica das portas, computador de bordo, chave canivete com controle remoto de abertura e fechamento global e rádio com tela de 3,5 polegadas com conexão Bluetooth, USB e para iPod.

Tem também o AdvanceTrac, composto por controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, controle automático de descida, assistência de frenagem de emergência, luzes de emergência em frenagens bruscas, controle de oscilação de reboque, sistema anticapotamento, controle adaptativo de carga e diferencial traseiro blocante eletrônico.

Três airbags (dianteiros e de joelho para o motorista), aviso sonoro de cinto de segurança e ganchos Isofix para cadeiras infantis fazem parte dos itens de segurança.

Na cabine, a Ranger XL traz bancos revestidos em tecido, ajuste de altura do volante, console central com porta-objetos e descansa-braço integrado, console de teto com porta-óculos, porta-luvas com chave, desembaçador do vidro traseiro, três pontos de força 12 V e tapetes de borracha.

A caçamba dispõe de assistente de abertura e fechamento da tampa, trava com chave e oito ganchos internos para carga. Capô com mola a gás, gancho para reboque, para-barro dianteiro e traseiro, protetor de cárter, protetor do tanque de combustível e provisão elétrica de reboque completam a lista.

As rodas são de aço de 16 polegadas, com pneus 255/70 R16 All Terrain.

Versão XLS

A versão XLS ocupa a faixa intermediária da linha, mas é a que parte do valor mais acessível: a Ranger XLS 2.2 4×2 automática sai por R$128.250. A XLS 2.2 com tração 4×4 custa R$147.520 com transmissão manual e R$154.610 com transmissão automática – mesmos preços do modelo 2019.

Como novidades, a Ranger XLS agora traz ar-condicionado digital com controle individual de temperatura para o motorista e o passageiro, central multimídia SYNC 3 com tela sensível ao toque de 8 polegadas e comandos de voz, painel configurável com duas telas de 4,2 polegadas, novos faróis de neblina e acabamento do painel, portas e console.

Além dos equipamentos da XL, vem também com: sete airbags (frontais, laterais, de cortina e de joelho para o motorista), vidros elétricos com fechamento a um toque para o motorista, retrovisores elétricos, piloto automático, câmera de ré, sensor de estacionamento traseiro, alarme, limitador de velocidade, chave programável MyKey, ajuste de altura e lombar do banco do motorista, compartimento climatizado no console e aviso luminoso do nível do lavador do para-brisa.

As rodas são de liga leve de 17” com pneus 265/65 R17 All Season na versão 4×2 e pneus 265/65 R17 All Terrain nas 4×4.

Versão XLT

A Ranger XLT 3.2 4×4 automática, versão de entrada do topo, mantém o preço de R$176.420. Além dos itens da XLS, vem com: bancos e volante revestidos em couro, abertura e fechamento global dos vidros, sensor de chuva, para-brisa acústico, multimídia SYNC 3 com navegação, faróis automáticos, faróis com ajuste de altura, sistema de monitoramento individual de pressão dos pneus, retrovisores com piscas integrados e rebatimento elétrico, vidros elétricos com fechamento a um toque para os passageiros, faróis com projetor, espelho retrovisor eletrocrômico e para-sóis com espelho e iluminação.

Como diferenciais externos, além de estribos laterais, vem com grade, faróis, retrovisores, maçanetas e para-choque traseiro cromados. As rodas são de liga leve de 18 polegadas com pneus 265/60 R18 All Season.

Versão Limited

A Ranger Limited 3.2 4×4 automática, topo de linha, mantém o preço de R$188.990. Ela vem com novos faróis baixos de xênon com luz de rodagem diurna de LED e farol alto automático, chave com sensor de presença e botão de partida Ford Power, sistema de reconhecimento de sinais de trânsito, sistema de frenagem autônomo com detecção de pedestres, alerta de colisão, tampa da caçamba com assistente de abertura e fechamento, além de travamento elétrico, e rodas de 18 polegadas com acabamento em cinza perolizado e diamantado.

Como itens exclusivos, a Limited é equipada ainda com piloto automático adaptativo, sistema de permanência em faixa, acendimento automático dos faróis, sensor de estacionamento dianteiro, ajuste elétrico do banco do motorista em oito posições, sistema de personalização da luz ambiente com sete cores, rack de teto, santantônio exclusivo pintado na cor da carroceria e protetor de caçamba.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Audi apresenta novos A6 e A7 no Brasil

Motor 3.0 TFSI e transmissão S Tronic de sete velocidades equipam os dois modelos A Audi a…